Flamengo pega Universidad de Chile nesta quarta

Flamengo pega Universidad de Chile nesta quarta

Atacante ficou arrasado quando soube que não estava na lista de Dunga

Adriano ficou fora da lista de Dunga para a Copa do Mundo, mas estará em campo pelo Flamengo nesta quarta-feira (12), às 19h30, no Maracanã, contra o Universidad de Chile, pelas quartas de final da Copa Libertadores. Resta saber se o rendimento da principal estrela do time será afetado pela tristeza causada pela ausência do atacante no Mundial.

Não que Adriano tenha feito grande diferença quando esteve em campo pelo Flamengo. Vagner Love, companheiro de ataque, fez até mais gols na Libertadores que o Imperador (3 contra 2). Mas o elenco do clube e o próprio técnico Rogério Lourenço depositam as esperanças no atacante, artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2009 ao lado de Diego Tardelli, com 19 gols.

A preocupação no clube é tão grande que Adriano conversou até com o psicólogo do Flamengo, Paulo Ribeiro, logo depois de saber que não estava na lista de Dunga. E Ribeiro ficou com uma boa impressão após o encontro.

- Não acredito que isso vai atrapalhar o Adriano na Libertadores. Ele vai querer mostrar seu melhor futebol para ajudar o Flamengo.

A Universidad de Chile foi uma pedra no caminho do Flamengo na primeira fase. O time carioca foi derrotado pelos chilenos por 2 a 1 fora de casa e conseguiu apenas um empate por 2 a 2 no Maracanã. Com isso, o Rubro-Negro se classificou na segunda posição do Grupo 2 e por muito pouco não ficou de fora da competição de forma precoce.

O curioso é que os dois confrontos anteriores foram colocados em segundo plano na atenção de todos por conta de fenômenos naturais. No primeiro jogo, os flamenguistas viajaram para Santiago no mesmo dia do confronto com medo dos constantes terremotos que castigaram o Chile. Já na volta, o jogo marcado para 7 de abril foi adiado em um dia devido às fortes chuvas que castigaram a Cidade Maravilhosa.

Rogério Lourenço, técnico do Flamengo, conversou com seus jogadores sobre a importância de o seu time não levar gols em casa nesta partida de ida. Ele lembrou das dificuldades que os cariocas deverão encontrar na volta, no Chile.

- Nós temos que ser muito eficientes neste jogo de ida, senão as coisas vão se complicar muito para a nossa equipe na volta. No Chile, a pressão é muito forte, eles chutam de todos os lados e sentimos isso naquela partida da primeira fase. Nesse cenário, alguma hora a bola deles pode entrar e, por isso mesmo, vamos ter que fazer alguma vantagem na ida.

O zagueiro Ronaldo Angelim concorda com o comandante e lembra que a classificação do Flamengo para as quartas de final da Copa Libertadores aconteceu justamente por conta do time não ter sofrido gols no Maracanã diante do Corinthians.

- Nós fomos eficientes no Maracanã contra o Corinthians, errando o mínimo possível e, por isso mesmo, conseguimos a classificação. Na volta, mesmo com toda a pressão no Pacaembu, o fato de não termos levado gols na ida nos tranquilizou. Isso pesa muito na Copa Libertadores, faz toda a diferença e devemos repetir a estratégia contra a Universidad de Chile.

Para este compromisso, Rogério aposta na base que eliminou o Timão na semana passada, principalmente porque poupou vários titulares no empate por 1 a 1 com o São Paulo, no domingo (9), na estreia das duas equipes no Campeonato Brasileiro. A única dúvida está no meio-campo, onde Vinícius Pacheco e Michael, que cumpriu suspensão contra os corintianos, disputam posição.

Pelo lado da Universidad de Chile o técnico uruguaio Gerardo Pelusso espera que sua equipe saiba tirar proveito do ímpeto ofensivo do Flamengo para conquistar um resultado positivo.

- O Flamengo com toda a certeza vai sair para o jogo, pois a sua torcida vai empurrar os jogadores e o Maracanã vai estar cheio. O time deles gosta de partir para cima dos adversários e, assim, vamos precisar de muita inteligência para conquistarmos o resultado positivo. Precisamos saber surpreender.

Apesar da vontade de surpreender o Flamengo, a Universidad de Chile precisa se recuperar da derrota de 2 a 1 para a Universidad Católica, no fim de semana, pelo Campeonato Chileno. Mesmo com o tropeço o time segue bem na tabela de classificação, na segunda colocação, com 28 pontos, quatro a menos que o líder Colo Colo.

Convocados

A partida desta quarta-feira vai testar nas duas equipes o efeito da lista de convocados para a Copa do Mundo anunciadas nesta terça-feira pelas seleções brasileira e chilena. No Flamengo, duas alegrias e duas tristezas: Fierro e Kléberson foram convocados por seus respectivos países, enquanto Maldonado e Adriano acabaram preteridos. Na Universidad, três atletas em festa: Miguel Pinto, Marco Estrada e Manuel Iturra.

FLAMENGO X UNIVERSIDAD DE CHILE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 12 de maio de 2010 (Quarta-feira)

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai)

Assistentes: Nicolás Yegros (Paraguai) e Rodney Aquino (Paraguai)

FLAMENGO: Bruno; Leonardo Moura, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Maldonado, Willians e Vinícius Pacheco (Michel); Vágner Love e Adriano

Técnico: Rogério Lourenço

UNIVERSIDAD DE CHILE: Miguel Pinto; Matías Rodríguez, Mauricio Victorino, Rafael Olarra e José Rojas; José Contreras, Manuel Iturra, Álvaro Fernández, Felipe Seymour e Walter Montillo; Juan Manuel Olivera

Técnico: Gerardo Pelusso

Fonte: R7, www.r7.com