Flamengo sabe sobreviver muito bem sem Adriano

Flamengo sabe sobreviver muito bem sem Adriano

Nesta quarta-feira, ele completará o quarto jogo consecutivo fora da equipe

Adriano é a estrela, o artilheiro, o Imperador. Mas há um dado que serve como antídoto para o pânico gerado pela ausência dele na partida desta quarta-feira contra o Caracas, fora de casa, pela segunda rodada da Taça Libertadores. O Flamengo sabe driblar qualquer resquício de dependência do camisa 10.

Nas 13 vezes em que ele desfalcou o time desde a reestreia, dia 31 de maio, o Rubro-Negro não perdeu. Foram nove vitórias e quatro empates, com aproveitamento de 79%. Nos 36 jogos (quase o triplo) com o astro, o time conquistou 60% dos pontos disputados.

Nesta quarta-feira, ele completará o quarto jogo consecutivo fora da equipe, maior período sem entrar em campo desde que retornou. Aliás, logo que foi contratado, Adriano deixou o Flamengo "mal-acostumado" por causa da sua assiduidade nas partidas. Ele participou de 13 jogos consecutivos.

A primeira vez que ficou fora foi por opção de Andrade, no Fla-Flu de ida da Copa Sul-Americana. Porém, a maior vilã dentre as causas das ausências é a seleção brasileira. Ele perdeu cinco jogos para atender aos chamados de Dunga.

Às voltas com problemas psicológicos e físicos, Adriano ficou no Rio de Janeiro. Ele iniciou nesta terça-feira o trabalho específico para melhorar a forma. Haverá treino integral na quinta-feira e no dia seguinte está previsto que ele treine junto com o restante do grupo.

O Flamengo enfrenta o Caracas nesta quarta-feira às 21h50m (de Brasília).

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com