Flamengo vende ingressos nesta quinta e vai ressarcir prejudicados

O duelo não foi realizado nesta quarta-feira, às 21h50, por conta das fortes chuvas que assolaram a cidade do Rio de Janeiro

Com o jogo diante da Universidad do Chile finalmente confirmado para esta quinta-feira, às 16h, no Maracanã, o Flamengo voltará a vender ingressos para o duelo no dia da partida. Além disso, quem comprou o bilhete antes de o confronto ser adiado de quarta para quinta, e não puder ir ao estádio, será recompensado.

O torcedor que adquiriu o pacote promocional antes de a Libertadores começar, o qual englobava as três primeiras partidas da primeira fase, será ressarcido no equivalente ao confronto contra a Universidad do Chile.

Já quem, de forma avulsa, comprou seu ingresso para o duelo às 21h50 de quarta-feira, e não puder comparecer ao Maracanã na quinta-feira, às 16h, terá seu dinheiro de volta. Pouco mais de 12 mil bilhetes haviam sido negociados, sendo 8.200 para o pacote promocional e pouco mais de três mil de forma avulsa.

Já quem não adquiriu sua entrada e quiser assistir ao confronto desta quinta-feira, poderá comprar o ingresso na sede da Gávea, a partir das 9h, ou no Maracanã, após as 13h.

?Desta forma o torcedor que for direto ao Maracanã, conseguirá seu ingresso e poderá apoiar o time?, disse a presidente rubro-negra, Patrícia Amorim.

Os preços são os seguintes: arquibancadas verdes e amarelas custam R$50,00 (R$25,00 a meia). A arquibancada branca sai por R$ 80,00 (R$40,00 a meia), as cadeiras inferiores são vendidas a R$30,00 (R$15,00 a meia) e as cadeiras especiais são negociadas por R$250,00 (R$125,00 a meia).

O duelo não foi realizado nesta quarta-feira, às 21h50, por conta das fortes chuvas que assolaram a cidade do Rio de Janeiro na segunda e terça-feira, prejudicando a estrutura do Maracanã e muitas vias da cidade.

As condições ainda estão longe das ideais e a partida, transferida para quinta-feira, chegou a ser adiada durante a tarde, mas, com os pedidos do Flamengo, da Conmebol e da Universidad do Chile para ter jogo, o Governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, assegurou a realização da partida.

Fonte: UOL