Flu bate o Avaí, acaba jejum, mas ainda é ameçado pela Série B

Última vitória do Fluminense havia acontecido no dia 6 de agosto, contra o Sport, no Maracanã

Após 11 jogos sem conquistar um triunfo sequer, o Fluminense reencontrou o caminho da vitória ao bater o Avaí por 3 a 2, de virada, no Maracanã, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo com seguidas falhas da defesa e uma ótima atuação do goleiro Rafael, que fez o possível para segurar o resultado, o time deixou a lanterna para o Sport e passou a somar 21 pontos. Os catarinenses permaneceram com 37 e caíram para o nono lugar. Na arquibancada, o hino ecoou pelo "Maior do Mundo" e a provocação ao Flamengo, adversário na próxima rodada.

A última vitória havia acontecido no dia 6 de agosto, contra o Sport, no Maracanã, pela 17ª rodada da competição. Naquela ocasião, o time tricolor venceu os pernambucanos por 5 a 1. Fluminense e Avaí voltam a campo no próximo domingo. O Tricolor vai encarar o Flamengo, no Maracanã. Os catarinenses pegam o Cruzeiro, em Florianópolis.

Avaí aproveita erros da zaga tricolor para abrir vantagem

Os donos da casa assustaram os visitantes logo aos cinco minutos . Conca puxou contra-ataque e rolou para Marquinho pelo lado esquerdo. O meia invadiu a área e chutou por cima do gol. Quatro minutos depois, Luiz Ricardo roubou uma bola pelo lado esquerdo e tocou para Muriqui. O atacante rolou para William na marca do pênalti, que só teve o trabalho de empurrar para o gol.

O Avaí quase ampliou o marcador aos 14 minutos. Luiz Ricardo tabelou com Muriqui e recebeu de frente para Rafael. Ele deu um toque por cobertura, mas o goleiro tricolor conseguiu segurar, evitando o pior. No minuto seguinte, Fábio Neves fez ótima jogada pelo lado direito e cruzou na cabeça de Alan. O atacante se antecipou aos zagueiros e empatou a partida: 1 a 1.

A defesa do Flu seguiu vacilando. William recebeu ótimo passe dentro da área e chutou de primeira. Rafael tocou de ponta de dedo e a bola estourou na trave do Fluminense. Em mais uma falha do setor defensivo dos cariocas, o Avaí fez o segundo. Aos 31, Marquinhos recebeu pelo lado direito, cruzou e Muriqui cabeceou para colocar os catarinenses novamente em vantagem.

O Tricolor teve uma ótima chance de empatar no minuto seguinte. Alan arriscou de fora da área e Eduardo Martini fez ótima defesa. No contra-ataque, o Avaí quase ampliou. Marquinhos cruzou na cabeça de William, que foi empurrado por Gum. O árbitro nada marcou. Na sobra, Ferdinando chutou e, após desvio na zaga do Fluminense, quase marcou o terceiro.

A defesa do Avaí devolveu a gentileza da zaga tricolor aos 43 minutos. Anderson quis sair jogando e perdeu a bola para Conca. O argentino entrou sozinho na área e rolou para Fábio Neves, que empatou a partida: 2 a 2.

Alan faz a diferença no ataque, e goleiro Rafael garante o resultado

O técnico Cuca voltou com duas alterações na equipe tricolor. O treinador sacou Marquinho e Paulo César, que foi muito mal no primeiro tempo, e apostou nas entradas de Adeílson e Dieguinho. Mas foi o Avaí que começou melhor a etapa final. Marquinhos cobrou falta da esquerda com veneno e Rafael foi obrigado a fazer uma ótima defesa, evitando o terceiro gol dos catarinenses.

Aos seis, o Avaí teve outra boa chance de marcar. Ferdinando cobrou falta da intermediária e Rafael fez outra grande defesa, segurando o empate. Aos 13, Adeílson fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou. A defesa do Avaí falhou e a bola sobrou para Alan, que empurrou para a rede: Flu 3 a 2.

A partir do gol tricolor, Rafael, que já vinha tendo uma tarde inspirada, passou a ser o principal personagem do jogo. Aos 22, Marquinhos cobrou escanteio na cabeça de William. O atacante tocou para trás e o camisa 1 do Fluminense fez uma defesa sensacional. Quatro minutos depois, o arqueiro salvou os cariocas com os pés, evitando o empate dos catarinenses.

Aos 41, Rafael fez mais uma boa defesa. Roberto recebeu dentro da área e chutou forte. O goleiro salvou em dois tempos, garantindo a vitória tricolor.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com