Flu e Grêmio fazem decisão com troca de farpas e clima tenso

Flu e Grêmio fazem decisão com troca de farpas e clima tenso

Provocações gremistas irritaram cariocas para duelo desta quarta, no Engenhão

Líder do Brasileiro, o Fluminense tem 11 pontos de vantagem para o Grêmio, terceiro colocado. Apesar da enorme distância, o confronto desta quarta-feira (17), às 19h30, no Engenhão, ganhou ares de decisão. Muito por conta do clima nada amistoso entre os clubes fora de campo.

Tudo começou na semana passada, quando o diretor-executivo do time gaúcho, Paulo Pelaipe, reclamou das arbitragens que estariam beneficiando o Tricolor das Laranjeiras. A declaração pegou mal no clube carioca e Abel Braga rebateu de forma contundente.

- A última vez que ouvi falar desse senhor ele estava preso. É melhor perguntar ao delegado.

No domingo (14), o atacante gremista Marcelo Moreno, via Twitter, reclamou da arbitragem do jogo Flu x Ponte. Depois, apagou a mensagem, mas ampliou ainda mais a rixa entre os times.

- Assim é fácil né Flu. Vergonha!

Os tricolores preferiam não responder a essa última provocação, mas o sentimento no clube é de dar a resposta em campo. Com 68 pontos, o Fluminense quer manter também os nove de vantagem para o Atlético-MG, vice-líder, a oito rodadas para o fim. Os times duelam no domingo (21).

- Desde o começo do campeonato pensamos jogo a jogo. Cada partida é encarada como uma decisão por nós e isso tem dado certo. Agora, só pensamos no Grêmio.

As palavras cima foram do técnico Abel Braga, que nesta noite não poderá contar com o atacante Wellington Nem, suspenso. Em compensação, Deco volta ao meio-campo tricolor carioca.

Do lado gremista, o treinador Vanderlei Luxemburgo deve ter força máxima. Kleber volta após suspensão, Gilberto Silva e Elano se recuperaram de lesões e Fernando e Marcelo Moreno, que estavam nas seleções do Brasil e da Bolívia, voltam.

A única dúvida é o volante Souza, com dores musculares. Se não puder jogar, será substituído por Léo Gago. Confirmado na equipe, o veterano meia Zé Roberto não quer o time acanhado contra o líder do Nacional.

- Para vencermos o Fluminense temos de jogar de igual para igual. A gente sabe se defender bem fora de casa e somos fortes no ataque. Estamos conquistando vitórias assim

Fonte: r7