Fluminense derrota Náutico no sufoco, se reabilita e segue na liderança; 2 a 1

Fluminense derrota Náutico no sufoco, se reabilita e segue na liderança; 2 a 1

Fred e Leandro Euzébio marcaram os gols da vitória do Fluminense

O Fluminense passou sufoco no final do jogo, mas venceu o Náutico por 2 a 1 no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e se mantém mais líder do que nunca, já que mesmo que o Atlético-MG vença o Grêmio neste domingo, não toma dos cariocas o primeiro lugar na tabela. O Flu abriu 2 a 0 no primeiro tempo, com Leandro Euzébio e Fred, mas levou um gol dos pernambucanos aos 36min da etapa final e passou a ser pressionado até o apito final.

O jogo começou acelerado e com pouco mais de 10min as duas equipes tiveram chance de abrir o placar. Aos 2min, o Fluminense teve oportunidade com Wellington Nem, que após cruzamento desviou de cabeça levando perigo ao adversário. Com 11min foi a vez de o Náutico assustar. Bruno ajeitou dentro da área e Kim dominou no peito e chutou por cima do gol de Cavalieri. O Fluminense tomava a iniciativa, mas o Náutico também assustava nos contra-ataques.

A partir dos 20min, o Náutico passou a dominar as ações ofensivas da partida, criando mais jogadas, porém sem sucesso nas finalizações. Foram três boas oportunidades do time pernambucano todas defendidas pelo goleiro do rival carioca. O Fluminense seguia sem conseguir boas jogadas de ataque, mas mesmo assim conseguiu abrir o placar no fim do primeiro tempo. Após falha do goleiro do Náutico em cobrança de escanteio, Fred desviou de cabeça e Leandro Euzébio chutou para abrir o placar, aos 41min. Ainda deu tempo de Fred receber na área, marcar o dele e ampliar o placar para o tricolor carioca.

Na segunda etapa, o Fluminense seguiu no embalo do bom momento do final do primeiro tempo. Logo aos 6min, Wellington Nem quase marcou de cabeça. Um minuto depois foi a vez de Fred assustar pelo alto. O atacante cabeceou após cobrança de escanteio obrigando Gideão a fazer boa defesa. O atacante ainda teria nova oportunidade aos 14min, chutando por cima do gol após toque de calcanhar de Bruno. A primeira chance clara do Náutico foi com 16min de segundo tempo, quando Diego Cavalieri saiu do gol para dividir com Kim na pequena área.

O Náutico buscava impor uma blitz na defesa do Fluminense e o time carioca já não assustava há algum tempo, quando Digão recebeu cruzamento e cabeceou com perigo para a defesa de Gideão. O Náutico seguia em busca do gol quando, aos 36min, Kim conseguiu invadir a área e marcar, após desvio da zaga. Com o gol o time pernambucano se animou e passou a dar sufoco nos cariocas, quase chegando ao empate com 45min, mas Diego Cavalieri salvou o Flu com uma defesa espetacular.

Fonte: Terra, www.terra.com.br