Fluminense ganha de virada do Criciúma, no Maracanã e enconta no G-4

O Flu chega aos 45 pontos e volta a encostar no G-4, em sétimo.

O peso e a insatisfação por não jogar ficaram de lado. Neste sábado, Walter chamou a atenção pelo bom futebol e voltou a sorrir, após um mês e meio fora do Fluminense por opçao do treinador Cristóvão Borges. Foi titular e fundamental na vitória do Tricolor por 4 a 2 diante do Criciúma, no Maracanã, pela 29ª rodada do Brasileirão. Partida na qual brilharam também Wagner, autor de dois gols, Conca e Fred, que anotaram um tento cada. O Tigre pagou o pato pela inspiração do quarteto e terminará mais uma rodada na zona do rebaixamento. O público pagante foi de 11.214 torcedores (13.472 presentes), com renda de R$ 310.005,00.

- Me senti bem. Lógico que a gente perde um pouco por ficar tanto tempo sem jogar. Foi uma surpesa atuar nesse jogo, não esperava. Não vinha entrando, mas futebol dá muitas voltas. Veio essa chance e eu não podia ir mal. Ajudei da melhor forma possível - disse Walter, que havia disputado sua última partida no dia 3 de setembro e atuou na vaga de Cícero.

O resultado alivia o clima nas Laranjeiras, pesado após três rodadas sem vitória. O Flu chega aos 45 pontos e volta a encostar no G-4, em sétimo. Na quarta-feira, irá enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, às 22h, sem dois titulares: Bruno e Fred, que receberam o terceiro cartão amarelo neste sábado.

O Criciúma, por sua vez, se mantém com 30 pontos, em 18º lugar, e pode terminar a rodada na lanterna caso Botafogo e Coritiba ao menos empatem seus jogos neste domingo. A equipe, que teve gol de João Vitor mal anulado quando o jogo deste sábado estava ainda 0 a 0, tentará a reabilitação em casa na próxima quarta. Às 19h30, receberá no Herberto Hülse o Atlético-PR.


Etapa de polêmicas

Após pouco mais de meia hora de jogo sem graça, o primeiro tempo começou a valer no Maracanã a partir dos 32 minutos, quando o Criciúma teve gol polêmico mal anulado. Após escanteio na área do Flu, Rodrigo Souza marcou de cabeça. O árbitro Marcelo Aparecido de Souza, em um primeiro momento, deu a impressão de ter validado o lance, mas depois voltou atrás, alegando falta difícil de ser notada. Cinco minutos depois, foi a vez de o Tricolor reclamar, quando Fred foi deslocado ao tentar cabecear. O pênalti não foi marcado. No fim, nova igualdade em uma etapa equilibrada: de cabeça, Rodrigo Alves abriu o placar para o Tigre aos 44. Wagner, com oportunismo na segunda trave, empatou nos acréscimos após cruzamento de Walter.

Início arrasador

O Flu iniciou o segundo tempo avassalador. Em 10 minutos, marcou dois gols: aos 2, com Wagner, em chute forte do meio da área após boa jogada de ataque envolvendo Walter e Fred. Depois, aos 10, Conca aproveitou rebote em chute de Walter e ampliou. A impressão era de que o duelo estava liquidado, mas o Criciúma deu emoção ao diminuir aos 23 com Lucca, em bonita jogada individual. Os catarinenses esboçaram uma pressão, cruzando muitas bolas na área, mas os cariocas mataram de vez o duelo com Fred. Aos 39, o capitão tricolor cobrou pênalti que ele mesmo sofreu e ocasionou a expulsão de Rodrigo Souza. Bola de um lado, goleiro do outro.

 

 

Fonte: G1