Fluminense supera erro de arbitragem e derrota Palmeiras

Fluminense supera erro de arbitragem e derrota Palmeiras

Sem fazer gols pela segunda partida consecutiva, o Palmeiras segue na incômoda condição de ainda não ter vencido fora de casa.

Foram 84 dias de afastamento por causa de lesão e serviço à seleção chilena, mas enfim o meia Valdivia retornou ao Palmeiras. Neste domingo, o camisa 10 voltou a equipe, mas nem sua presença ajudou o time paulista a fazer uma apresentação convincente contra o Fluminense no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Em um jogo truncado e faltoso, em que a fraca atuação do árbitro Héber Roberto Lopes quase comprometeu o resultado final, o Flu venceu por 1 a 0.

Sem fazer gols pela segunda partida consecutiva, o Palmeiras segue na incômoda condição de ainda não ter vencido fora de casa no Campeonato Brasileiro 2011. Para piorar, o time ainda perdeu a chance de passar o Flamengo na classificação geral e caiu para o quinto lugar com 19 pontos, a nove de distância do líder Corinthians.

Já o Fluminense, que encerrou um pequeno jejum de dois jogos sem vitórias, conseguiu subir duas posições na tabela e pulou para o 10º lugar com 15 pontos.

Com uma boa chance de gol para cada lado em menos de cinco minutos, o jogo dava sinais de que seria bastante aberto, mas não foi o que se viu na sequência. Faltas duras de ambas as partes truncaram o certame e fizeram com que justamente as cobranças se tornassem as principais armas dos dois times na busca pelo gol.

Foi, inclusive, em uma bola alçada na área por Deco em cobrança de falta que o Fluminense conseguiu sua grande chance no primeiro tempo, numa cabeçada de Fred muito bem defendida por Marcos. O time anfitrião seguiu com maior posse de bola, mas pouca eficiência ofensiva.

Pelo lado do Palmeiras, que tentava investir no contra-ataque, as duas melhores oportunidades do primeiro tempo foram desperdiçadas por Maikon Leite. Valdivia até tentava armar as jogadas, mas esbarrava na forte marcação tricolor. Da mesma maneira, Kleber não conseguia escapar da zaga.

A intensidade das faltas diminuiu no segundo tempo, o Palmeiras se acanhou e o futebol do Fluminense cresceu. Fred aparecia sozinho sempre nas costas de Rivaldo e levava perigo ao gol de Marcos, mas não conseguia balançar as redes. O técnico Abel Braga ainda promoveu a estreia do atacante Rafael Sóbis para ampliar ainda mais o sufoco sobre o time paulista, que perdeu espaço e viu seus homens de frente sumirem de vez na partida.

E de fato a pressão virou gol. O primeiro, de Marquinhos, foi mal anulado pela arbitragem por um impedimento inexistente. O segundo, porém, novamente de Marquinhos, e agora de cabeça, valeu e sacramentou a justa vitória tricolor.

Ainda teve tempo para um pequeno tumulto em campo, provocado por uma falta de Maurício Ramos sobre Fred que resultou em cartão amarelo para os dois jogadores.

Fonte: UOL