Fortaleza empata com Ceará e é tri cearense

O elenco alvinegro saiu na frente e levava a partida para a prorrogação

Fortaleza e Ceará já disputaram 29 vezes o título de melhor time do estado, mas a emoção de um clássico-rei sempre foi ímpar. Na tarde deste domingo (03), os dois clubes se enfrentaram, no Estádio Castelão e, como não poderia ser diferente, a emoção predominou durante os 90 minutos de jogo. O placar terminou com um empate de 1 a 1, resultado que favoreceu a equipe treicolor.

Na primeira partida, o Fortaleza derrotou o time do Ceará por 2 a 1, o que deu a vantagem de um empate para a equipe do Pici, na partida deste último domingo. Foram muitas as emoções no Castelão. Os jogadores do Ceará lutaram até o último minuto de jogo, porém, o goleiro tricolor Douglas, destaque da partida, parou todos os ataques do adversário.

O Jogo

Aos 03 minutos, o Fortaleza começou a pressão em cima do adversário com uma falta na grande área alvinegra. O goleirão Adílson deixou a bola escapar e ir parar no pé do artilheiro do Leão, o atacante Marcelo Nicácio, que acabou chutando a bola para fora. O Ceará não deixou por menos e partiu para o ataque, aos 09 min, Arlindo Maracanã abriu o placar para o Vovô, no Castelão.

Os dois clubes começaram, a partir de então, uma sequência de ataques. A pressão gerou o primeiro cartão amarelo do jogo para o jogador alvinegro, Edu Sales, aos 30 minutos. No minuto seguinte, Silvio cometeu falta e levou o primeiro cartão amarelo para o Fortaleza. O Leão foi para cima da defesa do Ceará em busca do empate, que não veio no primeiro tempo. Wanderley levou o segundo cartão para o tricolor.

Na início do segundo tempo os goleiros Adílson, pelo Vovô, e Douglas, pelo Leão, tiveram trabalho com os ataques de ambos os lados. Aos 04 minutos, o Fortaleza emplacou dois ataques seguidos levantando a torcida tricolor. A pressão leonina gerou resultado, aos 07 minutos, Nicácio empatou de cabeça para o Fortaleza.

Aos 20 minutos do segundo tempo, os dois clubes resolvem mexer. No Ceará saiu Alex Gaibú para a entrada de Misael; já no Fortaleza, Luiz Carlos entrou no lugar de Nicácio. A partida continuou eletrizante e, aos 23 minutos, Arlindo Maracanã cobrou falta, pertinho da grande área tricolor, que o goleiro Douglas tirou na pontinha dos dedos.

Os minutos finais da partida foram emocionantes. O Ceará, na raça, fez uma série de ataques em cima do gol de Douglas. O goleiro do Leão segurou a pressão até os momentos finais da partida, que se encerrou com uma falta a favor do Ceará. Sem dúvida esse foi mais um clássico repleto de emoções e desabafos para ambas as torcidas, porém o Fortaleza saiu com mais uma vitória e o Tricampeonato do Campeonato Cearense.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br