Fred salva, Flu arranca empate do Atlético-PR e segue no G-4

Fred salva, Flu arranca empate do Atlético-PR e segue no G-4

Equipes fizeram jogo truncado na Arena da Baixada

Com um gol de pênalti nos acréscimos, o Fluminense arrancou empate de 1 a 1 contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 26ª rodada do Brasileiro.

O jogo

Prejudicados pelas condições ruins do gramado da Arena da Baixada, os dois times fizeram um jogo truncado no início, com ligeira superioridade atleticana. Em cobrança de falta, aos 13min, o experiente Paulo Baier levou perigo para a meta de Diego Cavalieri.

Desesperado, o Atlético-PR errava muitos passes. Guerrón e Morro Garcia, os homens de referência no ataque, pecavam pelo excesso de impdimentos.

Aos 30min, o time da casa teve uma grande oportunidade de sair na frente, quando Edinho derrubou Wagner Diniz na grande área e o árbitro apontou pênalti. Na cobrança, no entanto, Cléber Santana despediçou a chance e bateu no meio do gol, em cima de Cavalieri.

Já no fim da primeira etapa, Gum caiu no gramado, sentindo dores na perna direita, e teve que ser substituído por Márcio Rosário. No primeiro lance do zagueiro reserva, o Atlético-PR teve gol anulado: aos 44min, Paulo Baier cobrou falta pela direita e Morro García completou para o fundo das redes. Apesar das reclamações do time rubro-negro, o uruguaio estaria em condição de impedimento e teria usado a mão na jogada, segundo a arbitragem.

Na volta do intervalo, Abel Braga quase teve que realizar outra substituição forçada. Mariano teria passado mal no vestiário e Souza já estava pronto para entrar em campo. Surpreendentemente, o lateral surgiu no momento do apito inicial para o segundo tempo e entrou em campo. Sem entender muito bem a situação, o árbitro Wagner Reway mostrou cartão amarelo para o lateral, por retardar o reinício da partida.

O jogo seguiu caracterizado por muita marcação e poucos lances do efeito. Rafael Sobis sentiu uma contusão na coxa direita e ameaçou deixar o campo, em situação semelhante com a de Gum no primeiro tempo. O atacante, porém, recebeu atendimento médico e não precisou se retirar.

Depois de longo período afastado por lesão na coxa, Paulo Baier retornou ao Atlético-PR jogando o segundo tempo do duelo contra o Figueirense. Na sequência, o meia atuou na derrota contra o Bahia e, em seu terceiro jogo, fez um gol decisivo.

Aos 17min, Cleber Santana puxou contra-ataque e achou Paulo Baier na área pela esquerda. O meia chutou e a bola bateu na trave antes de entrar.

Em desvantagem, o Fluminense passou a buscar mais o ataque e pressionou o time da casa até o fim. O ímpeto carioca foi facilitado após a expulsão de Rafael Santos, por colocar a mão na bola.

Com dez em campo, o Atlético-PR se recuou e segurava a pressão adversária até o fim, até o árbitro marcar um pênalti em Lanzini, já nos acréscimos.

Fonte: Terra, www.terra.com.br