Fred vê gols caírem pela metade no BR em pior ano no FLU

Fred vê gols caírem pela metade no BR em pior ano no FLU

O jogador viu seu número de gols pelo Campeonato Brasileiro cair pela metade em relação à edição de 2012.

Mesmo tendo conquistado a confiança de Felipão na seleção brasileira, Fred não vive um de seus momentos mais produtivos com a camisa do Fluminense. Nas Laranjeiras desde 2009, o atacante tem sua pior média de gols pelo Tricolor neste ano. Além disso, o jogador viu seu número de gols pelo Campeonato Brasileiro cair pela metade em relação à edição de 2012.

O atacante balançou as redes apenas três vezes nas primeiras 15 rodadas da competição nacional. Em 2012, Fred havia comemorado gols em 8 oportunidades no mesmo período. Embora tenha participado de mais jogos no ano passado (10 na última temporada contra 8 nesta edição), a média também foi bastante superior em relação a atual (0,8 gols por jogo contra apenas 0,37 em 2013).

Na comparação com outros anos de Fred no Fluminense, a frequência dos tentos em 2013 se destaca negativamente. Em cinco temporadas vestindo a camisa tricolor, esta é a primeira em que o atacante registra média de gols abaixo de 0,5 por partida. Se antes o camisa 9 balançava as redes, em média, pelo menos uma vez a cada dois jogos, agora precisa de quase três para marcar (0,36 vezes por atuação).

Na vitória do Fluminense sobre o Náutico por a 1 a 0, neste sábado, o atacante voltou a ter atuação apagada. O jogador pouco incomodou a zaga dos donos da casa na Arena Pernambuco, apesar de se tratar do lanterna da competição nacional, com uma das zagas mais vazadas desta edição.

Coincidentemente, a temporada de 2009, pior de Fred no Fluminense até esta, também foi marcada por dificuldades para o Fluminense. Se em 2013 o time encontra problemas para deslanchar no Campeonato Brasileiro, o primeiro ano do camisa 9 nas Laranjeiras foi marcado por uma reação heroica após uma forte ameaça de rebaixamento.

A fase contrasta com o brilho intenso pela seleção em junho deste ano. O atacante foi peça fundamental na conquista da Copa das Confederações pela equipe comandada por Felipão. O centroavante liderou o time que conquistou o torcedor brasileiro ao superar a Espanha no Maracanã, na grande decisão do torneio.

Fonte: UOL