Amigos, amigos, futebol à parte! Unidos politicamente, Fla e Flu duelam em clássico decisivo

Os flamenguistas lideram a competição com 32 pontos e se classificam para as semifinais em caso de empate, porém, a ordem é vencer e tentar garantir a primeira posição

Unidos politicamente em uma "guerra" declarada com a Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro), Flamengo e Fluminense se enfrentam em clássico decisivo neste domingo, às 18h30, pela 14ª e penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Carioca. Amigos fora de campo, mas "inimigos" com a bola rolando, os dois rivais prometem fazer um duelo quente.

Os flamenguistas lideram a competição com 32 pontos e se classificam para as semifinais em caso de empate, porém, a ordem é vencer e tentar garantir a primeira posição. O time vem embalado pela vitória de 2 a 0 sobre o Bonsucesso.

Para o Tricolor, o clássico vale a sobrevivência. O time, que venceu os dois últimos compromissos, sendo o mais recente por 4 a 2 diante do Barra Mansa, aparece na quinta posição, com 28 pontos, e, se perder, vai ver as chances de classificação serem reduzidas a pó. Um triunfo, porém, o coloca na zona das semifinais, já que Botafogo e Madureira, com trinta pontos, fazem choque direto.

Ciente da necessidade de um triunfo, o técnico Ricardo Drubscky pediu aos seus jogadores para tentarem controlar as ações e atacarem o Flamengo. O discurso foi bem assimilado pelo grupo, como comprovou o volante Edson.

"O Fluminense precisa assumir o controle do jogo rapidamente e não deixar o Flamengo jogar. Não podemos dar liberdade para a velocidade dos jogadores deles, pois essa é a arma mais perigosa do adversário. Se conseguirmos impor o nosso estilo de jogo, as chances de o resultado sair são grandes".

Esperando essa postura do Fluminense, o Flamengo prevê problemas. O fato de o Tricolor estar vindo de duas vitórias consecutivas ligou o sinal de alerta na Gávea. "Normalmente, todo clássico é sempre muito complicado e equilibrado, e acredito que o deste domingo não vai fugir muito disso. O Fluminense conta com um bom time e está crescendo na competição, pois ganhou um novo ânimo. Além disso, eles precisam demais do resultado positivo e isso pode nos criar muitas dificuldades. Vamos precisar ficar atentos", disse o zagueiro Wallace.

A expectativa é de um jogo equilibrado pela qualidade das duas equipes. Tanto que ambos os lados parecem conhecer bem as virtudes do rival. "Precisamos estar atentos os 90 minutos, pois o Flamengo conta com um ataque de qualidade e de muita velocidade. Se dermos um momento de liberdade será fatal, e eles decidirão o jogo", avisou o goleiro Diego Cavalieri.

O Flamengo também se preocupa com os destaques do Fluminense, como o meia Wagner e o atacante Fred, mas evita planejar uma marcação individual, respeitando o aspecto coletivo do rival.

"Alguns jogadores (do Fluminense) realmente conseguem desequilibrar a partida, e nós não podemos pensar na possibilidade de deixarmos eles livres. Mas o Fluminense não é apenas um ou outro jogador. Eles têm um time que está trabalhando direito e que venceu seus últimos jogos, precisa do resultado e vai em busca da vitória. O respeito ao adversário é grande como um todo e não a um ou outro jogador. Agora, nós também temos condições de fazermos um grande jogo e vencermos o confronto", avaliou o volante Márcio Araújo.

O Flamengo não poderá contar com o meia Éverton e o volante Hector Canteros, mas o grande desfalque será o técnico Vanderlei Luxemburgo. Punido por declarações contra a Federação de Futabol do Rio de Janeiro (Ferj), o treinador teve um efeito suspensivo negado pelo STJD e não poderá comandar o time do banco de reservas. Luxemburgo, inclusive, declarou que nem irá ao estádio, optando por assistir ao jogo pela TV, e o ex-atacante e auxiliar Deivid será seu substituto no Maracanã.

Em termos de escalação, o Flamengo aposta em uma formação ofensiva, com três atacantes, com Marcelo Cirino, Alecsandro e Paulinho na linha de frente. O meia Gabriel será o responsável pelo setor de criação, com Jonas e Márcio Araújo na contenção. Na defesa, as novidades ficam por conta do retorno do zagueiro Bressan, que estava com a seleção olímpica, e do lateral esquerdo Anderson Pico, recuperado das dores no joelho direito.

Pelo lado do Fluminense, Ricardo Drubscky, partidário da manutenção do time em busca do entrosamento, optou pela repetição da formação que derrotou o Barra Mansa. Ele não tem problemas de suspensão no grupo.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 5 de abril de 2015 (Domingo)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Silbert Sisquim (RJ)

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Márcio Araújo, Jonas e Gabriel; Marcelo Cirino, Alecsandro e Paulinho
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Marlon e Giovanni; Edson, Jean, Gerson e Wágner; Kenedy e Fred
Técnico: Ricardo Drubscky

 

Fonte: MSN