Athletic de Bilbao empata com Barça e leva Supercopa da Espanha

Barça novamente não pôde contar com o brasileiro Neymar


Image title

Um dos times mais poderosos da Europa, o Barcelona não foi páreo para o Athletic de Bilbao na Supercopa da Espanha.

Após a derrota por 4 a 0 na partida de ida, no San Mamés, os catalães não conseguiram reverter o placar e empataram em 1 a 1 no Camp Nou, nesta segunda-feira. Com isso, viram o sonho do "sextete" cair por terra, enquanto os adversários conquistaram o título pela segunda vez.

A equipe blaugrana novamente não pôde contar com o brasileiro Neymar, que se recupera de caxumba. Assim, a responsabilidade de Messi havia ficado ainda maior. O argentino, inclusive, anotou seu gol no fim do primeiro tempo. Embora o Barça tenha se esforçado dentro de campo, não conseguiu ser efetivo o suficiente para marcar os cinco gols de que necessitava, na melhor das hipóteses.

O zagueiro Piqué complicou ainda mais a situação de seu time após ser expulso no começo do segundo tempo. O Athletic Bilbao foi inferior e desperdiçou algumas boas chances, mas garantiu o título aos 29 minutos da etapa complementar, com Aduriz, autor de três dos cinco gols na partida de ida.

Os bascos chegaram ao seu segundo título da Supercopa da Espanha. Em 1984, a equipe garantiu o caneco após vencer o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei – na época, não foi disputado um jogo entre o vice e o campeão deste último torneio, como ocorreu, por exemplo, neste ano.

O Barcelona, que planejava conquistar os seis títulos deste ano, não conseguirá alcançar seu objetivo. Após os títulos da Liga do Campeões, Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Supercopa da Europa, os blaugranas tinham em vista a Supercopa da Espanha e o Mundial de Clubes , mas foram parados pelo Athletic de Bilbao.

O Barcelona iniciou a partida mostrando que havia entrado em campo com uma postura diferente daquela apresentada no San Mamés. Logo nos primeiros minutos, a equipe criou boas chances, assustando o adversário. A melhor delas ocorreu aos seis minutos. Após levantamento de Messi, a defesa bloqueou e tirou para escanteio. Na cobrança, a zaga afastou, mas a bola acabou nos pés blaugranos. Então, Piqué recebeu cruzamento e finalizou de primeira para carimbar a trave.

Com o passar do tempo, o time blaugrana perdia o embalo e voltou a levar perigo apenas com 29 jogados. Daniel Alves fez cruzamento rasteiro para Messi, mas a defesa apareceu para cortar para escanteio na hora certa. Aos 35, Iniesta recebeu passe livre na entrada da área e chutou de primeira, mas longe da meta.Quando o jogo se encaminhava para o intervalo, o Barcelona abriu o placar. Aos 43, Rakitic cruzou para a área da direita, Suárez dominou no peito, ajeitando para Messi, que mandou para o fundo do gol. No segundo tempo, os bascos assustaram aos 12 minutos. Susaeta recebeu passe preciso na entrada da área e bateu de primeira, no meio do gol, mas o goleiro Bravo ficou com a bola. Na sequência, a missão catalã tornou-se mais difícil, com a expulsão de Piqué por xingar o assistente.

Apesar disso, os donos da casa conseguiram criar boa chance aos 14. Mathieu fez cruzamento da ponta esquerda, e Balenziaga desviou. A bola sobrou para Rakitic, que, da direita, mandou para fora. O Athletic Bilbao não perdoou os erros do Barcelona e, aos 29 minutos, matou o jogo. Em falha da defesa catalã, Aduriz fica cara a cara com Bravo e bate para a defesa do goleiro.

O atacante ficou com o rebote e mandou para balançar as redes.Nos minutos restantes, o Barça já estava sem esperanças, pois teria de marcar seis gols em pouco mais de 15 minutos. Os rivais, por sua vez, tiveram Kike Sola expulso aos 41, o que não apresentou riscos e estavam em contagem regressiva para comemorar o título.


Image title

Image title

Image title

Fonte: Terra