Atlético MG goleia Fluminense por 4 a 1 no Mané Garrincha

Atlético Mineiro x Fluminense

Foram oito finalizações certas e somente duas erradas no primeiro tempo. Um verdadeiro bombardeio do Atlético-MG, que mandou a campo um time super ofensivo, com a revelação Carlos no lugar de Leandro Donizete e Dátolo mais recuado como segundo volante. Os comandados de Levir Culpi não deram chance, massacraram o Fluminense e golearam por 4 a 1 neste domingo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

A equipe alvinegra cumpriu punição de perda de um mando por causa de confusão em clássico com o Cruzeiro, no ano passado.

Não dá para dizer que os jogadores sentiram falta do alçapão do Independência ou mesmo qualquer traço de ressaca pós-eliminação na Libertadores.

Image title

O caminho para a vitória no Brasileiro foi construído por cima.

Logo aos seis minutos de jogo, Luan cobrou escanteio da direita, Jemerson subiu no meio da área e ainda viu a bola bater na trave antes de entrar. A pressão era toda do Galo, que já havia ameaçado outras duas vezes.

Ficou barato para o Flu.

Thiago Ribeiro, sozinho, Lucas Pratto, no travessão, e Dátolo, na trave direita, levaram perigo ao gol de Diego Cavalieri em seguida.

A pressão era tanta que o time das Laranjeiras não resistiu e viu o prejuízo ficar ainda pior antes da ida para o intervalo, aos 36, novamente com Luan na bola parada, abrindo para Patric em cobrança da falta. O lateral cruzou na área e Jemerson, o zagueiro-artilheiro, ampliou de cabeça para os ‘donos da casa’.

Image title

Os mineiros quase aumentam na saída para os vestiários em vacilo de Cavalieri e rebote para a marca do pênalti. Antônio Carlos afastou.

O Fluminense voltou diferente, com o veterano Magno Alves fazendo a sua reestreia depois de 13 anos no lugar do garoto Gerson.

Image title

Não deu nem tempo para o artilheiro ver a cor da bola: mantendo a pressão, o Atlético-MG chegou ao terceiro gol em descida de Patric pela direita, passe para Pratto, que tromba com a marcação e deixa a bola limpa para Dátolo. O meia argentino, que vinha abalado após a eliminação na Libertadores para o Inter no meio de semana, mandou a pancada, sem chances para Cavalieri.

Parecia que ia ficar nisso, mas Luan ainda fechou a conta aos 35 após tiro de meta de Victor, ‘casquinha' de Pratto na intermediária e cruzamento de Dátolo para o meia-atacante completar para o fundo das redes.

Fred ainda descontou de pênalti.

Image title

Com o resultado, o Galo chega à terceira colocação no campeonato, com quatro pontos, enquanto que o Flu fica no 10º lugar, com três somados.

Na próxima rodada, os mineiros visitam o Atlético-PR na Arena da Baixada, no domingo. No mesmo dia, os cariocas recebem o Corinthians no Maracanã depois de recusar oferta para transferir o jogo justamente para o Mané Garrincha.

Fonte: Informações do Uol