Atlético-PR vence por 1 a 0 em duelo contra o Corinthians e aumenta a pressão sobre a equipe alvinegra

O Atlético-PR se aproveitou da irregularidade do adversário paulista para vencer por 1 a 0 em duelo válido pela 25ª rodada do torneio que aumenta a pressão sobre a equipe alvinegra.

O Corinthians confirmou neste domingo novamente o status de “Robin Hood” do Campeonato Brasileiro de 2014. Com três derrotas consecutivas nos últimos duelos e com a zona do rebaixamento cada vez mais próxima, o Atlético-PR se aproveitou da irregularidade do adversário paulista para vencer por 1 a 0 em duelo válido pela 25ª rodada do torneio que aumenta a pressão sobre a equipe alvinegra.

Durante a semana, Mano Menezes já enfrentou protestos de uma minoria por causa da irregularidade corintiana. Sem vencer fora de casa desde o dia 10 de agosto, quando bateu o Santos pela 14ª rodada, o time do Parque São Jorge fica longe do G-4: é o sétimo colocado, com 40 pontos, a três do quarto colocado Atlético-PR. Já os paranaenses respiram: agora vão a 31 pontos, em 10º lugar.

Ambas as equipes voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro apenas no próximo fim de semana. No sábado, os paulistas pegam o Sport na Arena em Itaquera às -18h30 (de Brasília) – antes, no meio de semana, tem duelo contra o Atlético-MG pelas quartas da Copa do Brasil em casa. Já o Atlético-PR tem clássico local contra o Coritiba no Couto Pereira, às 16h do sábado.

A primeira etapa do confronto foi marcado pelo equilibro entre os clubes, que dividiram a posse de bola e focaram as ações no meio-campo. O Corinthians apresentava problemas na criação quando se aproximava do ataque, enquanto os donos da casa levavam mais perigo nas raras oportunidades que o confronto propiciava até então.

Com a volta de Petros após suspensão e Bruno Henrique na vaga do suspenso Ralf, o time de Mano Menezes sofria pra encaixar a marcação na cabeça de área. Elias, que ficou mais recuado na função, foi o responsável direto por deixar os mandantes na frente: primeiro, errou em tentativa de afastar a bola e preferir reclamar de mão do adversário. Na sequência, chegou atrasado e cometeu pênalti escandaloso em Cléo. O mesmo Cléo bateu bem para tirar de Cássio e fazer o primeiro da partida.

Afobado e nervoso, o Corinthians sofreu no retorno do segundo tempo e pouco criou. O jogo ficou mais quente com o passar da etapa final e a pressão alvinegra, sem chances perigosas, cresceu. Com a falta de criatividade da equipe, Mano Menezes sacou Petros para a entrada de Romero em tentativa de deixar o time mais ofensivo.

A alteração não surtiu efeito desejado e os corintianos seguiram praticamente sem criar contra o Atlético-PR, que exercia marcação perfeita e não davam espaços para os visitantes. Com nova atuação irregular, o Corinthians praticamente nem criou e saiu de campo com mais um derrota para um time na parte de baixo da tabela.





 

Fonte: Terra