Barcelona vence o Paris Saint-Germain com gols de Neymar e Luis Suárez no Parque dos Príncipes

O astro do show foi o atacante uruguaio, que humilhou David Luiz com duas "canetas" nos gols.

O Barcelona não deu chances para o Paris Saint-Germain, nesta quarta-feira, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. O time catalão nem ligou para o fato de estar jogando no Parque dos Príncipes e venceu por 3 a 1, com gols de Neymar e dois de Luis Suárez. O astro do show foi o atacante uruguaio, que humilhou David Luiz com duas "canetas" nos gols.

O placar deixa o Barcelona com um pé na semifinal, já que poderá perder até por 2 a 0 em casa e mesmo assim se classificar. O Barcelona mostrou sua superioridade diante do Paris Saint-Germain desde o começo. O time francês até tentou controlar o jogo quando estava com a bola e marcar avançado para recuperá-la. Mas não conseguiu fazer nada disso.

O Barcelona soube equilibrar a posse de bola e logo começou a ser mais perigoso. Quatro minutos antes do gol de Neymar, o Barcelona já tinha assustado com um bom passe de Suárez para Messi, que chutou na trave. Essa superioridade só aumentou depois do gol, já que o PSG ficou recuado para correr menos riscos.

A movimentação de Messi, que virou praticamente um meia e abriu espaço para os outros atacantes, fez o time francês se perder na marcação. Quando começou o segundo tempo, houve indícios de que o PSG ia equilibrar o jogo. De fato o time francês mostrou raça, mas Suárez detonou as esperanças do time duas vezes. Primeiro fez um golaço sozinho, aos 22min.

O time francês insistiu e ainda criou uma chance de gol na sequência, mas Ter Stegen defendeu. Então Suárez brilhou de novo, dessa vez tabelando com Mascherano. Ainda assim, o PSG mostrou que tem coração e conseguiu o gol final. Um jogo entre PSG e Barcelona é prato cheio para ver brasileiros em campo. É claro que Neymar foi quem mais brilhou. Mas chama atenção como os outros foram mal. Thiago Silva saiu do jogo lesionado, logo após o gol do Neymar. David Luiz, que estava voltando de lesão, entrou no lugar e teve atuação trágica. Marquinhos também levou um belo corte no primeiro gol de Suárez e chegou atrasado em outros lances. Maxwell foi o mais lúcido da defesa, mas isso não é grande mérito. Outros dois brasileiros entraram no jogo durante o segundo tempo. Adriano substituiu Montoya, sofreu para segurar o resultado nos minutos finais e até se envolveu em um lance polêmico, no qual o PSG pediu pênalti. Já no PSG quem entrou foi Lucas, que deu velocidade ao time, mas teve pouco tempo para criar algo produtivo.


Fonte: Terra