Barcos faz dois e garante vitória do Grêmio na estreia, por 3 a 0

Diante de um adversário mais fraco, a equipe teve facilidade na etapa inicial, quando Barcos, em tom de despedida, anotou dois gols.

No jogo de abertura do Gauchão, o Grêmio venceu o estreante União Frederiquense por 3 a 0 na Arena, na tarde deste sábado. Felipão apostou nos dois centroavantes e, sem Douglas (que ainda não apareceu no BID) escalou como titular o jovem Lincoln, de 16 anos. Diante de um adversário mais fraco, a equipe teve facilidade na etapa inicial, quando Barcos, em tom de despedida, anotou dois gols. O segundo tempo foi mais equilibrado, mas o Tricolor confirmou seus primeiros três pontos com o terceiro tento anotado por Everton.

Na próxima rodada da fase classificatória, o Grêmio vai a São Leopoldo enfrentar o Aimoré, na quarta-feira. No mesmo dia, o União Frederiquense recebe o Caxias.

O primeiro tempo de jogo teve assinatura de Barcos. Foram dele os dois gols dos 45 minutos iniciais. O Pirata entrou em campo com as atenções sobre ele, já que antes da partida se espalhou a notícia de sua transferência para o futebol chinês. Diante de um estreante do Gauchão, o União Frederiquense, o Grêmio se deu melhor. Depois de algumas investidas ao ataque, com boas participações do garoto Lincoln e com jogadas pelos lados do campo funcionando com Galhardo e Marcelo Hermes, a rede balançou. Mas não foi com bola rolando, e sim em uma penalidade, aos 16 minutos.

O capitão Barcos cobrou e marcou. Comemorou abraçado pelos companheiros, fez o tradicional gesto do Pirata para os torcedores e por fim bateu no escudo do clube na camisa. O segundo gol não demoraria a surgir. Dessa vez, Marcelo Moreno finalizou e, no rebote, Barcos acertou. Depois dos testes na pré-temporada, a dupla mostrou em campo que o entendimento de dois centroavantes é possível. Enquanto isso, a equipe do interior gaúcho sofria a perda precoce de dois jogadores por lesão, com duas substituições ainda antes do intervalo. Josiel, isolado no ataque, não foi servido e praticamente não apareceu.

O Grêmio diminuiu o ritmo no segunto tempo. Muito também pelo crescimento do União. Marcelo Grohe passou sufoco e fez três defesas difíceis. Normal para um goleiro acostumado com milagres. Em cabeceio de Josiel, o camisa 1 voou e alcançou a bola no canto, dando um tapa com uma das mãos. Após o Tricolor perder chance em bola parada, o goleiro mais uma vez foi exigido. Espalmou uma finalização e afastou uma bola de escanteio, evitando gol olímpico - no fim da partida, viria a fazer outra bela intervenção. Do outro lado, Nicolas também brilhou debaixo das traves. Primeiro em chute de Lincoln que ele espalmou, e depois na defesa no rebote de Barcos.

Volante elogiado por Felipão durante a pré-temporada, o jovem Araújo, promovido das categorias de base, começou bem. Porém, em momentos de desatenção no segundo tempo, perdeu jogadas, levou dois cartões amarelos e, por consequência, acabou expulso. Um atleta a menos, no entanto, não foi prejudicial ao Tricolor. Aos 40, sacramentou a vitória com Everton, de cabeça, fechando o placar aos 3 a 0 após cruzamento de Barcos. Em um dos últimos lances, o garoto Everton ainda fez bela jogada e deixou para o Pirata, que tentou por cobertura, mas a bola teimou em ir para fora.


Fonte: Globoesporte.com