Corinthians é derrotado pelo Fluminense em 1ª partida sem Tite

Ponto marcante foi a péssima arbitragem de Ricardo Marques

Deu tudo errado para o Corinthians na noite desta quinta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Na primeira partida sem o técnico Tite, mesmo fazendo um bom jogo e contando com uma defesa de pênalti de Cássio, o Timão viu Elias e Walter saírem lesionados, Yago ser expulso e foi derrotado pelo Fluminense por 1 a 0. O gol foi marcado por Cícero, no rebote da penalidade batida por ele próprio.

Outro ponto marcante foi a péssima arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro e seus auxiliares, errando muito nas faltas e em alguns impedimentos claros. No lance capital, porém, o árbitro acertou, já que Yago puxou Cícero infantilmente na pequena área, quando a bola já saía pela linha de fundo.

Com o resultado, os tricolores alcançam os mesmos 13 pontos do Alvinegro, mas seguem atrás devido à diferença no saldo de gols (1 a 4). Os paulistanos saíram do G-4, agora atrás do Santos, também no saldo (5 a 4), ocupando a quinta colocação.

Na próxima rodada, os talvez ainda comandados de Fábio Carille vão receber a equipe do Botafogo, em duelo marcado para as 16h (de Brasília) do domingo, no estádio de Itaquera. Os cariocas, por sua vez, vão para o Recife, onde, no mesmo horário, enfrentam o Sport, na Ilha do Retiro.

Aos 12 minutos, a primeira grande chance do jogo veio dos pés de Gustavo Scarpa. O meia tricolor recebeu a bola pelo lado direito e conseguiu bom passe para Marcos Júnior, que invadiu a área em diagonal. O atacante conseguiu dar um toque com o pé esquerdo, mas foi abafado pelo goleiro Walter. Na sequência, o arqueiro ainda saltou para chegar antes de Richarlison e evitar a finalização do adversário.

A resposta corintiana veio três minutos depois, e com muito mais perigo. Novamente contando com o toque de um armador, dessa vez Guilherme. O camisa 10 alvinegro recebeu na entrada da área, levantou a cabeça e conseguiu achar Marquinhos Gabriel livre, já dentro da área, pela esquerda. O meia dominou bem e chutou cruzado na saída de Diego Cavalieri, mas a bola passou rente à trave do lado direito.

O Alvinegro conseguiu manter um volume de jogo maior que o do adversário após chegar pela primeira vez com perigo, mas mudou o ritmo ao perder Elias. O volante invadia a área do Tricolor com a bola dominada quando recebeu uma trombada estabanada de Gum, que o deixou sem ar por alguns minutos e motivou a sua saída para a entrada de Rodriguinho. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro, que já havia errado duas vezes em lances parecidos, porém, não deu nem falta.

Atrapalhado pelo gramado, o jogo custou a ter outras oportunidades de gol, só conseguindo ver bons lances quando os armadores tinham certa liberdade. Tanto que, em mais um bom passe de Guilherme, saiu a última boa oportunidade da primeira etapa. Em lance parecido com o primeiro, ele novamente acionou Marquinhos Gabriel pelo lado esquerdo da área, mas o companheiro pegou fraco na bola e deu a chance Cavalieri espalmar. Na sobra, Gum afastou.

O segundo tempo começou com o Corinthians, sem Walter, que saiu com dores na virilha, e com Cássio, mostrando-se novamente melhor, ocupando o campo de ataque e quase conseguindo sair na frente no primeiro lance de perigo. Aos cinco, após bola levantada na área do adversário, Luciano ajeitou para Marquinhos Gabriel e o meia bateu com a perna esquerda. Rápido, Jonathan conseguiu travar o lance e facilitar o trabalho de Cavalieri.

Aos 15 minutos, no entanto, ocorreu o lance que mudou o destino da partida. Em bola alçada na área pelo lado esquerdo, Richarlison ganhou a disputa na segunda trave e a bola já saía quando o árbitro viu puxão de Yago em Cícero, que já estava caído. Pênalti e segundo amarelo para o defensor corintiano, em expulsão que causou a revolta dos corintianos.

O próprio armador do Fluminense foi para a cobrança e bateu no canto esquerdo de Cássio, à meia-altura. O goleiro conseguiu fazer a defesa, mas, no rebote, o tricolor empurrou para a rede, dando aos mandantes uma vantagem injusta pelo desenrolar do jogo até aquele momento. Ao Corinthians, restava apenas uma substituição, que culminou na saída de Guilherme para a estreia de Camacho, com Bruno Henrique indo para a zaga.

A partir dali, o jogo passou a ter desenho parecido com o de antes, já que a posse de bola seguiu corintiana, mas o jogador a menos facilitou bastante o contragolpe dos cariocas. A dificuldade técnica dos tricolores em construir jogadas foi tamanha que o resultado seguiu aberto até o último lance da partida, com o Corinthians perdendo diversas oportunidades de empatar. Na última, Cássio até foi para a área, mas a vitória foi assegurada.

Timão foi derrotado pelo Fluminense (Crédito: Gazeta Press)
Timão foi derrotado pelo Fluminense (Crédito: Gazeta Press)



Fonte: Terra