Corinthians vence Santos por 1 a 0 na Arena e entra para G-4

Timão alcançou a terceira vitória consecutiva e chegou a 10 pontos

Um gol de Giovanni Augusto aos 36min do segundo tempo definiu Corinthians 1 x 0 Santos nesta quarta-feira, em Itaquera. No clássico do ataque corintiano contra a defesa santista, Dorival Júnior esteve próximo de arrancar o empate com um time retrancado, mas perdeu na bola aérea.

Até outro dia sem vencer por um mês, o Corinthians alcançou a terceira vitória consecutiva e chegou a 10 pontos para assegurar por mais uma rodada sua presença entre os líderes. O Santos sofre sem seus principais jogadores e não pontuou novamente. Com só 4 pontos, está em 14º e próximo da zona do rebaixamento do Brasileirão.

Na próxima rodada, o Corinthians encara o Coritiba, neste sábado, às 20h30 (de Brasília), na Arena Corinthians. O Santos, por sua vez, enfrenta o Botafogo, neste domingo, às 11h (de Brasília), no estádio do Pacaembu. Ambos os jogos pela sexta rodada do Brasileiro.

Com Marquinhos Gabriel apagado em campo e Guilherme muito marcado, Giovanni Augusto foi o responsável por armar as principais jogadas do Corinthians. O meia-atacante se movimento bastante em campo e ainda marcou o gol da vitória.

Nada de Joel, nada de Matheus Nolasco. Pouquíssimo usado em 2016, Elano foi surpresa na escalação como centroavante. Único santista sem obrigação de marcar, ele permaneceu em campo por 70 minutos e pouco pegou na bola. Orientou os companheiros, incentivou e até tentou um gol olímpico, mas não assustou e deu lugar a Joel.

Personagem da partida por reencontrar o ex-clube, Marquinhos não teve uma atuação exatamente apagada. Ele até ajudou a criar oportunidades e alternou de lado. Primeiro atuou pela direita, depois foi aberto por Tite à esquerda. Entretanto, na hora de dar mais velocidade à equipe, o treinador optou pela saída de Marquinhos aos 15min da etapa final para a entrada de Lucca. Quem esperava um grande clássico dele, se frustrou.

Novo titular do gol corintiano, Walter chegou a três partidas sem ser vazado enquanto Cássio está no banco. Diante do Santos, porém, ele foi pouquíssimas vezes ameaçado e trabalhou menos que contra a Ponte Preta e o Sport.

O Corinthians pressionou a saída de bola do Santos, adiantou a marcação e sufocou o Santos em grande parte do jogo. Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto criaram as melhores oportunidades, sempre contando com o apoio dos laterais Fagner e Uendel, além do volante Bruno Henrique. No entanto, Luciano 'pecou' nas finalizações no primeiro tempo e desperdiçou a chance de abrir o placar na etapa inicial. Em uma das tentativas de Luciano, Vanderlei fez uma boa fase. No segundo tempo, o Corinthians continuou pressionando o Santos. O goleiro santista mostrou que estava bem posicionado ao defender um chute de Vilson na entrada da pequena área e um chute de Fagner de longe. No entanto, Vanderlei não pôde evitar o gol de Giovanni Augusto.  

O Santos jogou bastante recuado e poucas vezes adiantou a marcação. O time se posicionava com duas linhas de quatro quando estava sem a bola e, por isso, chamou o Corinthians para o seu campo de defesa. Desta forma, a equipe santista foi bastante pressionada e viu o arquirrival abusar das finalizações, em chutes e cabeçadas. No ataque, o Santos só assustou em cobranças de escanteios. Em um deles, Renato pegou a sobra e finalizou para boa defesa de Walter.

O técnico Dorival Júnior surpreendeu ao escalar o meia Elano, que só havia entrado em campo em cinco oportunidades nesta temporada, nenhuma como titular. Elano atuou como um 'falso 9' no lugar de Joel. Além desta mudança, o treinador escalou Léo Cittadini e Serginho nas vagas de Paulinho e Rafael Longuine, respectivamente. As trocas deixaram a equipe santista mais lento no campo de ataque. O time não teve velocidade para aproveitar os contra-ataques. No segundo tempo, Dorival tentou corrigir a falha e colocou Paulinho no lugar de Cittadini e Joel na vaga de Elano.

Timão venceu o Santos (Crédito: Lance)
Timão venceu o Santos (Crédito: Lance)


FICHA TÉCNICA

Data: 01/06/2016

Local: Arena Corinthians, São Paulo (BRA)

Hora: 21h (de Brasília)

Gols: Giovanni Augusto aos 36 minutos do segundo tempo

Corinthians: Valter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique (Rodriguinho); Giovanni Augusto, Guilherme, Marquinhos Gabriel (Lucca); Luciano. Técnico: Tite.

Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique, Zeca; Thiago Maia, Renato, Léo Cittadini (Paulinho), Vitor Bueno, Serginho; Elano. Técnico: Dorival Júnior.

Fonte: UOL