Criciúma busca empate com Fla, mas é 1º rebaixado à Série B

No lotado Estádio Castelão, no Maranhão, o Flamengo saiu na frente, mas a equipe de Santa Catarina buscou empate por 1 a 1, que não foi suficiente para evitar a queda com duas rodadas de antecedência.

A fanática torcida do Criciúma terá que acompanhar mais uma vez a equipe na Série B do Campeonato Brasileiro. Após dispensar o técnico Toninho Cecílio, um dirigente e 13 jogadores – incluindo Paulo Baier -, o time catarinense transformou o que era virtual em oficial neste domingo. No lotado Estádio Castelão, no Maranhão, o Flamengo saiu na frente, mas a equipe de Santa Catarina buscou empate por 1 a 1, que não foi suficiente para evitar a queda com duas rodadas de antecedência.

Com 31 pontos, o lanterna Criciúma não pode mais sair da zona de rebaixamento. A primeira equipe fora no momento é o Vitória, com 38 pontos, faltando seis para serem disputados. O clube de Santa Catarina havia retornado à Série A do Brasileiro em 2012 com o vice-campeonato da Série B. Em 2013, o time ficou a apenas dois pontos do rebaixamento para a segunda divisão, mas não evitou a queda neste ano.

Clique e curta a página do Portal Meio Norte no facebook.


À espera de 2015, o Flamengo soma 48 pontos em 10º lugar. Os dois times só cumprem tabela na próxima rodada do Campeonato Brasileiro. No sábado, em seu penúltimo jogo no ano, o Flamengo recebe o desesperado Vitória mais uma vez longe do Rio de Janeiro: pega os baianos às 21h (de Brasília) de sábado, na Arena da Amazônia. Em clima de fim de festa, os catarinenses recebem o Sport no mesmo dia, às 19h30.

Embalado pelo apoio de um Castelão quase lotado e aproveitando-se da fragilidade do combalido Criciúma, o Flamengo tomou as rédeas do confronto desde o início. O time carioca finalizou por várias vezes, mas só abriu o placar aos 35min: Elton, que havia entrado há pouco na vaga de Gabriel, recebeu de Canteros e chutou forte rasteiro para o gol. Em belo chute de fora da área, Éverton quase aumentou antes do intervalo.

Os cariocas seguiram melhor na volta do intervalo, mas diminuíram o ritmo e demoraram a assustar com chute de Anderson Pico aos 10min. Os novatos do Criciúma se animaram e, aos 20min, em bela jogada de Roger Guedes, Cleber Santana recebeu sozinho na cara de Paulo Victor para finalizar com firmeza e deixar tudo igual.

Apesar de já estar virtualmente rebaixado, o time de Santa Catarina deu tormento no fim do jogo e quase conseguiu evitar o rebaixamento instantâneo. Aos 37min, Paulo Victor teve que fazer duas grandes defesas para evitar a virada do Criciúma. O goleiro voltou a salvar os cariocas aos 47min da etapa final e fez os catarinenses choraram a queda oficial.

Fonte: Terra