Cruzeiro se despede da torcida com vitória sobre o Joinville

O ritmo do Cruzeiro já não era o mesmo do começo do jogo.

O Cruzeiro deu um presente para a torcida na despedida do Mineirão em 2015. Venceu o rebaixado Joinville, por 3 a 0, gols de Willian, Charles e Alisson, dando o troco da derrota sofrida no primeiro turno, em Santa Catarina. A vitória serve para coroar a boa sequência de 13 partidas invicto e dar ânimo para a próxima temporada. No Joinville, fica a certeza de que muito trabalho deve ser feito para 2016. O jogo, válido, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi disputado no Mineirão.   


Com o resultado, o Cruzeiro permanece na oitava colocação, com 55 pontos. O Joinville, já com a cabeça na Série B do ano que vem, segue na lanterna, com apenas 31 pontos.


Na próxima rodada, a última do Brasileirão, o Cruzeiro enfrenta o Internacional, em Porto Alegre, enquanto o Joinville recebe o Grêmio, em Joinville. Os dois jogos estão marcados para as 17h (de Brasília) do próximo domingo.

Superioridade azul



Cruzeiro e Joinville entraram em campo sabendo que o jogo pouco valia para os dois. O time mineiro já não tinha chances de terminar o campeonato no G-4, enquanto o catarinense já estava rebaixado. Dentro de campo, a partida foi interessante. A maior qualidade técnica do Cruzeiro foi refletida em amplo domínio territorial e de posse de bola, além do maior número de chances de gol criadas.


O ritmo do Cruzeiro já não era o mesmo do começo do jogo, quando o placar foi aberto. Mas ainda assim, a Raposa era superior em campo. Aos 34, Willian, sempre ele, recebeu na área e bateu forte pra fazer seu 11º gol no Brasileirão e se tornar o maior artilheiro do novo Mineirão, com 22 gols, ao lado de Ricardo Goulart. Cinco minutos depois, saiu o segundo. Um golaço de Charles! O volante arriscou da intermediária e contou com a ajuda do goleiro Agenor, que não conseguiu segurar a bola e a deixou entrar. 


O segundo tempo foi bem parecido com o primeiro. O Joinville dava a impressão de que seu único objetivo era não sair de campo goleado, enquanto o Cruzeiro, em paz com a torcida, seguia dominando o jogo e criando suas chances de gol. O terceiro saiu aos 18 minutos. Marcos Vinícius e Willian começaram a jogada. Alisson concluiu, de dentro da área.   


A partir daí, o que se viu de mais legal no Mineirão foi a festa da torcida do Cruzeiro, que cantou sem parar e repetiu o que fez durante todo o segundo turno do Brasileiro, livrando o time da parte perigosa da tabela de classificação. Ao Joinville, resta juntar os cacos e começar o planejamento para disputar a Série B do Campeonato Brasileiro do ano que vem.



Image title

Fonte: Com informações do Globoesporte