Em baixa, Palmeiras para no Bahia e aumenta jejum de Gareca

Em baixa, Palmeiras para no Bahia e aumenta jejum de Gareca

Palmeiras e Bahia entraram em campo desesperados neste domingo e saem dele na mesma situação. Os dois times estão na parte de baixo da tabela, mas jogaram muito mal e só empataram por 1 a 1, o que mantém ambos nas mesmas posições que começaram nesta rodada. O técnico alviverde, Ricardo Gareca, ainda não conseguiu vencer no Campeonato Brasileiro.

O Palmeiras segue na 14 posição, com apenas 14 pontos conquistados em 13 jogos. Já a situação do Bahia é pior ainda - com 10 pontos, está na vice-lanterna e só não caiu para última posição porque o Flamengo perdeu para Chapecoense. Durante o primeiro tempo, os dois times se esforçaram bastante para provar que merecem estar em situação complicada no Campeonato Brasileiro. Foi um show de erros de passes, finalizações e lances bizarros, complementado pela grande quantidade de faltas marcadas (19 só no 1º tempo). Em apenas 23min de jogo, quatro atletas já tinham levado cartão amarelo. Só nos últimos quinze minutos a qualidade do jogo melhorou ligeiramente.

O Palmeiras levou perigo em um cabeceio de Leandro e um chute de Wesley. E a melhor chance de toda etapa foi no Bahia, aos 45min: Marcos Aurélio fez um ótimo lançamento para Kieza, que ficou de frente para o gol e chutou, mas Fábio fez excelente defesa. No segundo tempo os times não melhoraram muito, mas pelo menos aconteceram mais lances de emoção - normalmente causados por erros dos defensores. No principal deles, aos 14min, a falha foi de Marcelo Oliveira, que perdeu a bola para Kieza na linha de fundo. Marcos Aurélio recebeu um passe totalmente livre, quase na pequena área, mas chutou de esquerda para fora.

Então apareceu o velho clichê do futebol, "quem não faz toma". O Palmeiras marcou aos 16min, após ótimo cruzamento de Victor Luiz para Henrique, que cabeceou com precisão. Porém, a festa palmeirense no Pacaembu durou apenas um minuto: Pará invadiu a área pela esquerda, Marcelo Oliveira ficou parado, e o passe do lateral saiu perfeito para Kieza, que tocou para o gol. Com o resultado, os times começaram a mudar os jogadores e as estratégias para o final da partida.

O Bahia reforçou a defesa com Feijão e recuou. O Palmeiras trocou Mendieta por Mouche e tentou melhorar a criação de jogadas, mas esbarrou em muitos erros individuais e desespero dos atletas. O time alviverde até criou algumas chances razoáveis, mas Wesley, Henrique e Patrick Vieira chutaram muito mal.

Fonte: Terra