Em dia de protestos, São Paulo vence o Rio Claro e tem alívio

O gol da vitória foi marcado por Rodrigo Caio

Depois de uma semana conturbada, o São Paulo teve um pouco de alívio neste domingo, ao vencer o Rio Claro por 1 a 0, no Pacaembu, pela quinta rodada do Paulistão. O jogo marcou a reestreia do uruguaio Lugano pelo Tricolor, após dez anos fora do Brasil.


Image title

Nem tudo foi paz. Antes do jogo, membros de uma torcida organizada fizeram um protesto pacífico contra a diretoria e o time - o gerente de futebol Gustavo Vieira de Oliveira e o meia Michel Bastos foram os mais cobrados. Vale lembrar que, em entrevista recente, o presidente do Tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, admitiu que ajuda a financiar as organizadas do clube.

O gol da vitória foi marcado por Rodrigo Caio, de cabeça, completando cruzamento de Carlinhos, aos 5 minutos do segundo tempo. O zagueiro, aliás, foi um dos jogadores criticados por Rodrigo Gaspar, assessor da presidência do São Paulo, que o chamou de "jogador de condomínio".

O São Paulo teve muito mais posse de bola (57% contra 43%), mas abusou dos chuveirinhos. Foram 23 contra sete. Foi num deles, porém, que saiu o gol de Rodrigo Caio, já na etapa final. No primeiro tempo, o time chegou a levar alguns sustos, principalmente em contra-ataques.

 Logo no início do jogo, Lugano foi empurrado na área por Alex Silva, ex-São Paulo. O árbitro José Cláudio Rocha Filho mandou seguir.

Com um jogo a menos, o São Paulo ocupa agora a terceira colocação do Grupo C com nove pontos, dois a menos do que Ferroviária (que joga às 19h30 contra o Corinthians) e Audax. Já o Rio Claro é o lanterna do Grupo D com quatro pontos e estaria rebaixado se o Paulistão terminasse hoje.

O público pagante foi de 7.066 pessoas (7.709 no total). A renda foi de R$ 315,060,00. O próximo jogo do São Paulo também será no Pacaembu: quarta-feira, contra o Novorizontino, às 19h30. Já o Rio Claro encara o Oeste, em Itápolis, também na quarta, às 21h45.

Fonte: Com informações do Globoesporte