Em fase de recuperação, Neymar faz trabalho específico durante treino no Barcelona

Estava na programação que o camisa 11 do Barça ficaria fora do treinamento pela manhã para ser submetido a provas médicas.

Após se reapresentar pela manhã, Neymar fez um trabalho específico no treino do período da tarde no Barcelona. O atacante brasileiro ainda se recupera da fratura na terceira vértebra lombar, que o tirou da reta final da Copa do Mundo, e por isso não participou da atividade ao lado dos companheiros Daniel Alves, Mascherano e Messi, que também voltaram das férias nesta terça-feira e foram a campo.

Neymar fez trabalhos específicos na academia ao lado de Adriano, Jérémy Mathieu e Xavi Hernandez, que também se recuperam de problemas físicos. Eles, assim como Daniel Alves, Mascherano e Messi, não estão na relação de jogadores para o amistoso contra o Napoli, em Genebra, nesta quarta-feira. Mais cedo, Neymar foi um dos primeiros jogadores a chegar ao centro de treinamento do clube, acompanhado do pai e de alguns amigos, para passar por exames.

Estava na programação que o camisa 11 do Barça ficaria fora do treinamento pela manhã para ser submetido a provas médicas. Em seguida, o clube divulgou o boletim médico de Neymar informando que "os resultados do exame foram satisfatórios". A nota ainda informava que "o jogador seguirá fazendo trabalhos específicos, e a evolução da lesão marcará a disponibilidade para retornar aos treinos com bola".

O atacante completou quatro semanas e meia de recuperação da lesão na coluna e já deixou a cinta ortopédica que o acompanhou pelos últimos dias. Já o trio com Daniel Alves, Mascherano e Messi, que assim como Neymar teve as férias prolongadas por causa da Copa do Mundo, se exercitou no campo 1 da Ciudad Deportiva supervisionado pelos preparadores físicos Rafel Pol e Edu Pons. Com a chegada de argentinos e brasileiros, o elenco do Barcelona está quase completo para a temporada. Falta apenas a chegada da principal contratação da temporada, o uruguaio Luis Suárez, que ainda não foi apresentado por causa da punição da Fifa pela mordida no italiano Chiellini durante a Copa do Mundo.

 


Fonte: Globo Esporte