Em grande clássico catarinense, Chapecoense e Criciúma só empatam

Em grande clássico catarinense, Chapecoense e Criciúma só empatam

A Chapecoense recebeu o Criciúma na Arena Condá e empatou por 1 a 1 em partida válida pela 25ª rodada do Brasileirão. O Verdão do Oeste saiu na frente com Leandro, mas deixou escapar a vitória que poderia dar fôlego à equipe na Série A. O resultado foi ruim para ambos. Apesar de ter arrancado o empate após sair atrás no placar, o Criciúma continua na zona da degola.  

No início da partida, as duas equipes marcavam forte e não concediam espaços ao adversário. A falta de qualidade técnica se refletia na grande quantidade de erros de passes cometidos e nas ligações diretas que ambas as equipes faziam. A primeira finalização do jogo aconteceu, somente, aos 12 minutos, quando Camilo chutou ao gol do Criciúma, mas a bola saiu sem direção.

A partida era equilibrada, mas a Chape era um pouco superior e demonstrou isso aos 23 minutos. Após cruzamento de Rodrigo Biro, Leandro dominou e bateu forte, abrindo o placar em Chapecó. Após o gol, o Verdão tomou as rédeas do jogo e criou as melhores chances. Em bela bicicleta, Camilo quase ampliou o placar. No fim do primeiro tempo, o clima esquentou. Zé Carlos e Bruno Silva se estranharam e foram expulsos.

CRICIÚMA VOLTA MELHOR E EMPATA

O segundo tempo começou e os erros de passe continuavam. No entanto, o Criciúma equilibrou as ações e criou situações de gol em jogadas de bola parada. Aos oito minutos, após cruzamento de Rodrigo Souza, Souza, que havia entrado no intervalo, cabeceou e empatou a partida.
O confronto seguiu faltoso e truncado. Pela falta de criatividade, as melhores chances de gol eram criadas em cruzamentos e nas bolas paradas.O Criciúma seguia controlando o jogo e teve sua tarefa facilitada pela falta de ímpeto do Verdão do Oeste, que disperdiçou muitas chances de gol. Aos 48 minutos, Souza ainda perdeu gol incrível. Após driblar o goleiro Bruno, o atacante chutou na trave, definindo a igualdade no placar.

Fonte: Lance Net