Fortaleza vence Ceará em um tempo e abre vantagem na final cearense

Tricolor do Pici tira vantagem do Alvinegro de Porangabuçu, que precisa vencer para levantar a taça de pentacampeão. O jogo de volta será no próximo domingo (3)

Com primeiro tempo de muita pressão, o Fortaleza venceu o Ceará, por 2 a 1, e largou na frente na briga pelo título cearense. Dominando o Vovô, em quase toda a etapa inicial e marcando bem na reta final, o Tricolor do Pici saiu da Arena Castelão, vom a vantagem para o jogo de volta. Agora, é o Leão que joga pelo empate. Ao Alvinegro, resta vencer por um ou mais gols de diferença para ficar com o título.


Genilson e Everton marcaram os gols do Tricolor em bolas lançadas. para a área alvinegra. Do outro lado, Magno Alves arriscou de longe e diminuiu a contagem. Todos os gols foram no primeiro tempo.

O Fortaleza só volta a campo no próximo domingo, 3 de maio, quando enfrenta o mesmo Ceará, às 16 horas, na Arena Castelão, no jogo de volta da final do Campeonato Cearense. O Vovô, por outro lado, tem compromisso pela Copa do Nordeste, na quarta-feira (29), quando encara o Bahia, em casa, também na Arena Castelão, pela decisão do título.

Tricolor mais ativo

O primeiro tempo pode ser dividido em três momentos. O primeiro não durou mais do que dez minutos, quando um Vovô sem muitas pretensões apenas administrava o placar diante de um Leão sem opções de jogada. No entanto, tudo mudou a partir do 14° minuto, quando a zaga alvinegra vacilou em bola rasteira e Genilson só teve o trabalho de chutar para as redes.

Daí em diante, o panorama do jogo se inverteu. O Tricolor do Pici ganhou em velocidade e toque de bola. E o Alvinegro abandonou o esquema tático e pareceu perdido em campo. Enquanto um ou outro jogador do Vovô tentava decidir sozinho, o Leão partia em bloco. E assim, na pressão, os comandados de Marcelo Chamusca chegaram ao segundo gol, na cabeçada de Everton, que ganhou no salto de Charles.

O terceiro momento do jogo surgiu na hora em que Ricardinho e Magno Alves chamaram a responsabilidade para si. Depois de boa troca de passes, Magnata avançou, viu o espaço aberto pela zaga tricolor e mandou no canto de Deola. Mesmo com o chute de longe, o goleiro não conseguir chegar nela. Dali para frente, a partida já era outra de novo.

Com primeiro tempo de muita pressão, o Fortaleza venceu o Ceará, por 2 a 1, e largou na frente na briga pelo título cearense. Dominando o Vovô, em quase toda a etapa inicial e marcando bem na reta final, o Tricolor do Pici saiu da Arena Castelão, vom a vantagem para o jogo de volta. Agora, é o Leão que joga pelo empate. Ao Alvinegro, resta vencer por um ou mais gols de diferença para ficar com o título.

Genilson e Everton marcaram os gols do Tricolor em bolas lançadas. para a área alvinegra. Do outro lado, Magno Alves arriscou de longe e diminuiu a contagem. Todos os gols foram no primeiro tempo.

O Fortaleza só volta a campo no próximo domingo, 3 de maio, quando enfrenta o mesmo Ceará, às 16 horas, na Arena Castelão, no jogo de volta da final do Campeonato Cearense. O Vovô, por outro lado, tem compromisso pela Copa do Nordeste, na quarta-feira (29), quando encara o Bahia, em casa, também na Arena Castelão, pela decisão do título.

Emoção só nos últimos 15 minutos

O gol do Ceará na reta final do primeiro tempo deu a falsa impressão de que a etapa complementar iria ter ritmo igual ou melhor do que os 45 minutos iniciais. Contudo, os times se arriscavam pouco no ataque e pareciam estar satisfeitos com o placar.

A partir dos 30 minutos, o Ceará se aplicou mais na marcação e começou a criar jogadas perigosas. Em uma delas, Corrêa tentou afastar bola em escanteio e quase fez contra. O Fortaleza ainda teve uma falta perigosa desperdiçada. E para dar mais emoção, aos 45 minutos, o árbitro expulsou Sandro Manoel por agressão em Maranhão, sem bola. Com isso, o Tricolor mudou a cara do jogo e pressionou o adversário. Mas não houve tempo para mais nada.

Na saída de campo, enquanto os jogadores do Ceará reclamavam da expulsão, os do Fortaleza eram ovacionados pela torcida.

Fonte: Globoesporte.com