Grêmio não consegue parar Copa do Brasil, mas multa é suspensa

Grêmio não consegue parar Copa do Brasil, mas multa é suspensa

Não serão disputados jogos da Copa do Brasil

O Grêmio pediu efeito suspensivo da pena imposta pelo STJD no caso de injúria racial contra o goleiro Aranha, do Santos, no jogo entre as duas equipes no último dia 28. A solicitação visava paralisar a competição até que o segundo julgamento, marcado para dia 26, ocorresse. Porém, o Tribunal aprovou apenas parcialmente a solicitação e se negou a congelar o torneio.

Não serão disputados jogos da Copa do Brasil. O início das quartas de final está marcado apenas para o dia 1º de outubro. Porém, a ideia gremista era evitar sorteios e chaveamento da competição. Assim, no julgamento do Pleno, não haveria nenhuma chance do argumento que a competição seguiu sem o Grêmio.

Mas esta solicitação não foi aceita. A 'aprovação parcial' do pedido de efeito suspensivo se deu porque a entidade aceitou suspender a multa d R$ 54 mil aplicada no primeiro julgamento. O valor só será pago após o segundo julgamento, caso seja mantido.

A informação foi confirmada no fim da tarde de sexta-feira através do site oficial da CBF. O relator do processo no Pleno do STJD, Paulo César Salomão Filho, foi o responsável por conceder parcialmente o efeito suspensivo.

Agora, o Grêmio aguarda o julgamento do dia 26 para ter definida pena no 'caso Aranha'. Em primeira instância, o clube foi excluído da Copa do Brasil e recebeu multa de R$ 54 mil.

Fonte: UOL