Inter arranca vitória do Atlético-MG no fim e volta ao G-4 do Campeonato Brasileiro

A sofrida vitória devolve os gaúchos ao G-4 após três rodadas fora.

o Atlético-MG voltou a escalar uma equipe reserva no Campeonato Brasileiro e, mais uma vez, não fez feio. Assim como antes da primeira final contra o Cruzeiro, quando escalou um time “B” contra o Palmeiras fora de casa e venceu, a equipe mineira usou da prática contra o Inter neste sábado. No Beira-Rio,  a escalação alternativa do clube alvinegro segurou empate com o Inter até o último minuto. No entanto, na base da raça, os gaúchos buscaram gol com Fabrício no último minuto do jogo e conseguiram vitória de suma importância por 2 a 1 para voltarem ao G-4, exatamente na vaga do adversário desta noite.

A sofrida vitória devolve os gaúchos ao G-4 após três rodadas fora. A equipe colorada, em terceiro com 63 pontos, não pode sair do grupo dos quatro primeiros, já que Corinthians e Grêmio, também postulantes, se enfrentam neste domingo. O time paulista, por sinal, pode praticamente se garantir na Libertadores de 2015 em caso de vitória. O Atlético-MG, por sua vez, fica em quinto com 61. 

Os adversários deste sábado voltam a entrar em campo pelo Brasileiro apenas no próximo fim de semana – antes, os atleticanos decidem a Copa do Brasil em vantagem contra o rival Cruzeiro, na próxima quarta, às 22h (de Brasília). No sábado da próxima semana, o time gaúcho recebe o ameaçado Palmeiras às 19h30. Os mineiros jogam em casa com o também ameaçado Coritiba no domingo, às 19h30, e pode entrar em campo já com a vaga na Libertadores garantida, caso bata o rival três dias antes. 

Com apenas Victor entre os jogadores considerados titulares no onze inicial, o Atlético-MG não demorou a ser vazado pelo Inter no animado primeiro tempo da partida. Aos 20min, Alex deu bom passe para Jorge Henrique, que cruzou na medida para Rafael Moura só desviar para o gol. A vantagem, no entanto, durou pouco: dois minutos depois, Fabrício agarrou Eduardo e cometeu pênalti, cobrado com categoria por Dodô para deixar tudo igual.

Como em outras partidas do Brasileiro em que foram exigidos, os reservas do Atlético-MG deram trabalho ao Inter, que mostrava-se nervoso em campo e acumulava amarelos. Aos 32min, Marion completou sozinho cruzamento de Pedro Botelho, mas mandou para fora. O time mineiro ainda deixou o campo reclamando com razão: aos 44min, o colorado Gilberto impediu com um “bloqueio” com as mãos finalização de Eduardo. O árbitro Péricles Bassols chegou a levar o apito à boca, mas se arrependeu e, erroneamente, nada deu.

Inter leva mais perigo e “acha” gol no fim

A movimentação dos dois times continuou na reta final, que teve várias chances para ambas as equipes. Aos 12min, Rafael Moura recebeu com liberdade na área, mas chutou fraco contra Victor. No minuto seguinte, a resposta atleticana veio em boa trama que terminou com chute de Pierre que passou perto. Em ritmo acelerado, o Inter voltou a aparecer aos 20min em cabeceada de Rafael Moura para defesa espetacular de Victor.




Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Terra