Jobson marca no fim, e Botafogo derrota Nova Iguaçu

O resultado positivo leva o clube alvinegro à liderança provisória da competição, com 16 pontos. O Flamengo pode recuperar a posição caso vença o Madureira neste domingo

Demorou, mas a dupla dinâmica do ataque do Botafogo conseguiu levar o clube da capital à quinta vitória em seis jogos no Campeonato Carioca. Em jogo válido pela sexta rodada do Estadual, disputado neste sábado no Estádio Nilton Santos, os comandados de Renê Simões derrotaram de virada o Nova Iguaçu por 2 a 1, com o gol decisivo marcado por Jobson após uma assistência de Bill. Paulo Henrique, contra, fez o outro do time da casa, enquanto Marlon fez o dos visitantes. Veja todos os detalhes da partida aqui.


O resultado positivo leva o clube alvinegro à liderança provisória da competição, com 16 pontos. O Flamengo pode recuperar a posição caso vença o Madureira neste domingo. O Nova Iguaçu é o vice-lanterna do Carioca, com um ponto.

Vindo de uma boa sequência de jogos, o Botafogo tentou dominar o adversário desde o início, apostando no ataque que funcionou nas últimas rodadas. A proposta de jogo deixou espaço para contra-ataques adversários e foi em um deles que o Nova Iguaçu saiu na frente. Dieguinho atravessou o campo inteiro pela direta com a bola dominada e chutou cruzado. Marlon acompanhou o lance pelo outro lado, se esticou e mandou para as redes livres para abrir o placar.

O Botafogo poderia ter empatado aos 27min, mas o defensor Paulo Henrique espalmou para fora. O árbitro não viu nada de irregular na jogada e mandou o jogo seguir com uma cobrança de escanteio, o que irritou os atletas do time alvinegro e esquentou o clima do duelo. Em busca da virada, o clube anfitrião foi pouco efetivo e pouco ameaçou a meta de Jeferson Moreira.

Paulo Henrique, que tirou o empate botafoguense na etapa inicial, compensou o lance irregular ao desviar contra suas próprias redes uma cobrança de falta feita por Thiago Carletto pela direita. O lateral do Nova Iguaçu tentou afastar pelo alto, mas mandou de cabeça para trás, mesmo sem nenhum atleta adversário por perto.

Os anfitriões continuaram insistindo no ataque em busca da vitória e conseguiram a virada em mais uma jogada trabalhada pela dupla Jobson e Bill. O centroavante arriscou uma bicicleta de dentro da área adversária, mas errou o alvo e mandou na medida para seu colega de frente cabecear no ângulo adversário, sem chances para Jeferson Moreira. O sucesso de Bill Gates e Steve Jobson, como apelidaram carinhosamente os torcedores, repercutiu nas redes sociais.

Na sétima rodada, o Botafogo encara o Flamengo no Maracanã, em clássico agendado às 16h (de Brasília) do próximo domingo. O Nova Iguaçu enfrenta o Madureira às 15h30 do próximo sábado.

GOLS

Botafogo 0 x 1 Nova Iguaçu - 11min do primeiro tempo
Dieguinho arrancou pela direita, entrou na área e chutou cruzado. Marlon apareceu sozinho e completou para o fundo das redes.

Botafogo 1 x 1 Nova Iguaçu - 26min do segundo tempo
Carleto bateu falta da ponta direita, Paulo Henrique cabeceou contra a própria meta e marcou gol contra.

Botafogo 2 x 1 Nova Iguaçu - 37min do segundo tempo
Bill recebeu passe na área e escorou, de bicicleta, para o lado. Jobson cabeceou firme e mandou a bola no ângulo esquerdo de Jefferson Moreira.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 X 1 NOVA IGUAÇU

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de fevereiro de 2014 (Sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ)
Público: 10.885 pagantes
Cartão Amarelo: Roger Carvalho, Gilberto, Sassá (Botafogo); Rodrigo César, Jefferson, Paulo Henrique (Nova Iguaçu)
Gols:
BOTAFOGO: Paulo Henrique, contra, aos 26 minutos do segundo tempo e Jobson, aos 37 minutos do segundo tempo
NOVA IGUAÇU: Marlon, aos 11 minutos do primeiro tempo

BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto (Luis Ricardo), Roger Carvalho, Renan Fonseca e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Fernandes (Gegê) e Tomas (Sassá); Jobson e Bill
Técnico: René Simões

NOVA IGUAÇU: Jefferson, Paulo Henrique, Rodrigo Ameida, Jorge Fellipe e Cleyton; Rodrigo César(Vinicius Matheus),Luan, Dieguinho(Filipe) e Gláuber(Sampaio); Marlon e Wescley
Técnico: Eduardo Àllax

 

Fonte: TERRA