Luan faz dois, Atlético-MG e vence o Tombense e encaminha vaga para a semifinal

Menino maluquinho balança as redes duas vezes e Pratto completa a vitória do Galo, que chega a 19 pontos e se firma entre os quatro primeiros. Time de Tombos tem sequência de cinco vitórias interrompi

Sem correr o risco de levar nenhum tombo no Ipatingão, o Atlético-MG passou pela Tombense com muita facilidade. Com o placar praticamente resolvido ainda no primeiro tempo, o Galo venceu por 3 a 0. Embalado pela vitória pela Libertadores, no meio da semana, o time começou o primeiro de forma arrasadora e, aos 23 minutos, Luan e Lucas Pratto (de pênalti) já haviam marcado para o time alvinegro. No entanto, a equipe comandada por Levir Culpi se acomodou e colocou o pé no freio, mas sem correr riscos. Mesmo assim, no último lance, Luan balançou mais uma vez as redes e fechou o placar. O Galo chega à segunda vitória consecutiva no Estadual e interrompe a série de cinco vitórias do adversário.


Com a vitória, o Galo chega aos 19 pontos, firma-se no G-4 e encaminha a vaga nas semifinais. Com a derrota, o Tombense continua na quarta colocação com 16 pontos, mas pode deixar o G-4, caso o Coelho pontue contra o Cruzeiro.

Na próxima rodada, o Atlético-MG encara o Villa Nova-MG, às 16 (de Brasília), no próximo domingo, em jogo válido pela 10ª do Campeonato Mineiro. O Tombense também joga em casa, encara o América-MG, também no domingo, às 16h, em um confronto direto por uma vaga no G-4.

O jogo

Parecia que o Galo que estava jogando em casa. Com o trio Cárdenas, Luan e Lucas Pratto inspirado, o time da capital comandou as ações no Ipatingão. A pressão foi tamanha que, aos 13 minutos, Luan recebeu ótimo passe de Lucas Pratto e tocou na saída do goleiro. O segundo gol saiu 10 minutos depois, em um pênalti sofrido por Patric e convertido pelo argentino. Se não fossem as grandes defesas do goleiro Darley, o time de Tombos poderia ter ido para o intervalo com uma goleada no placar. O Tombense chegou com perigo em uma cabeçada de Daniel Amorim, aos 41 minutos, mas nada mais.

No segundo tempo, o Atlético-MG colocou o pé no freio. A equipe parece ter ficado satisfeita com o resultado obtido na primeira etapa e não pressionou muito o Tombense. Luan inverteu o lado e passou a jogar pela esquerda, e as entradas de Dodô e Maicosuel, no lugar de Cárdenas e Carlos, respectivamente, não surtiram efeito. O time da Zona da Mata até ensaiou uma reação, após os 20 minutos da etapa complementar, mas não conseguiu passar pela defesa atleticana. No final, mais um gol alvinegro e, novamente com Luan, que se tornou a estrela da partida no Ipatingão.

 

Fonte: Globoesporte.com