Mesmo sem um jogador, Chapecoense faz 1 a 0 em cima do Bahia na Fonte Nova

Mesmo sem um jogador, Chapecoense faz 1 a 0 em cima do Bahia na Fonte Nova

Time catarinense abre placar no primeiro tempo, perde um jogador no início da segunda etapa, mas se fecha e segura resultado até o apito afinal

A partida valia muito para os dois lados. Nos arredores da zona de rebaixamento, separados por apenas um ponto, Bahia e Chapecoense iniciaram o duelo da tarde deste domingo, na Fonte Nova, brigando para se distanciar do temido Z-4, afinal, a dez rodadas do término do Brasileirão, cada ponto é um alívio. No final, quem respirou aliviado foi o visitante – e que alívio! Alheio à presença da torcida tricolor, o time catarinense fez a sua parte e ainda se superou. Apesar de ter um a menos em metade do duelo, a Chape colocou três pontos na conta ao bater o adversário por 1 a 0 na 28ª rodada do torneio nacional.

E a vantagem da Chape foi construída logo no primeiro tempo. Diante de um Bahia que desconhecia criatividade, a equipe explorou os contragolpes e saiu na frente com gol de Tiago Luis, de fora da área. Na segunda etapa, o autor do gol foi expulso e deu à torcida do time baiano a esperança da virada. Mas o Tricolor não foi capaz de superar a retranca catarinense e a garra dos jogadores adversários, que garantiram, até o apito final, que a rede do goleiro Danilo não fosse maculada.

 Com o resultado, o Tricolor deixou o campo na 16ª posição, com 30 pontos. A Chape é a 13ª da tabela, com 34 pontos. O Bahia volta a campo pelo Brasileirão no próximo sábado, quando enfrenta o São Paulo, no Morumbi. Antes, na quarta-feira, o Tricolor vai ao Peru para pegar o Universidad César Vallejo, pela Sul-Americana. Do lado catarinense, a Chapecoense vai a Minas Gerais, onde joga contra o Atlético-MG no sábado.

Bahia não cria, e Chapecoense abre o placar

A partida começou aberta e com boas saídas de ataque das duas equipes. Mas as emoções duraram apenas dez minutos. Após tentativa frustrada de Kieza, pelo Tricolor, e Leandro, pela equipe catarinense, o duelo perdeu fôlego. Apesar de ter maior posse de bola durante boa parte do primeiro tempo, o Bahia não soube transformar os passes em jogadas de ataque. Sem qualquer consequência ofensiva, o Tricolor mal conseguiu sair do campo de defesa, acionou pouco seus laterais e pecou pela falta gritante de criatividade. Trio ofensivo, Emanuel, Marcos Aurélio e Henrique pouco ajudaram. A Chapecoense, por sua vez, procurou explorar os contra-ataques, apesar de não ter sucesso ao acionar seus homens de velocidade em determinados momentos. Com forte marcação, o visitante recuou o Tricolor e chegou ao gol já no fim da primeira etapa. Aos 38 minutos, Tiago Luis arriscou do meio da rua, de fora da área. A bola ainda bateu no gramado antes de adentrar a meta de Marcelo Lomba.

Chape perde um jogador, mas resiste bravamente

Se fez o gol, Tiago Luis começou o segundo tempo dando vantagem para o dono da casa: logo aos seis minutos, o atacante empurrou Lucas Fonseca quando o jogo estava parado e acabou expulso. Em vantagem numérica, o Bahia melhorou, mas não impressionou. Em dois lances seguidos, Marcos Aurélio deu esperanças à torcida. Barbio também tentou, Lincoln entrou em campo após cinco meses no departamento médico... Mas nada foi suficiente para que o dono da casa virasse o jogo. O goleiro Danilo ajudou com defesas seguras, e a Chapecoense teve o mérito da entrega de seus jogadores, que resistiram bravamente às investidas do adversário. Com o time fechado, a equipe catarinense segurou até o último minuto o placar e deu conta da pressão de jogar fora de casa e com um jogador a menos.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Globo Esporte