Messi marca, Barça vence Atlético e leva título espanhol antecipado

O Barcelona vive fase mágica no futebol.

 O Barcelona vive fase mágica. O clube pode conquistar três títulos em um intervalo de menos 20 dias. E a primeira taça das três possíveis foi conquistada neste domingo. Com um belo gol de Lionel Messi, o Barça derrotou o Atlético de Madri por 1 a 0 e faturou o título do Campeonato Espanhol com uma rodada de antecipação.

A tarefa do Barcelona neste domingo não era das mais simples. Campeão na temporada passada, o Atlético jogou diante de sua torcida, no Vicente Calderón.

Com o triunfo em Madri, o Barcelona chegou a 93 pontos. O Real Madrid fez sua parte na rodada, vencendo o Espanyol por 4 a 1, mas dependia de um tropeço do Barça para sonhar com o título. O Real tem 89 pontos.

A busca do Barça pela tríplice coroa terá novos capítulos. No dia 6 de junho, o time catalão disputa a final da Liga dos Campeões contra a Juventus, em Berlim.

Antes disso, em 30 de maio, o Barça faz a decisão do título contra o Athletic de Bilbao, no Camp Nou, pela Copa do Rei da Espanha. 

A única vez que o Barcelona conseguiu a tríplice coroa aconteceu nas temporadas 2008-2009.

Image title

O jogo

O Barcelona chegou para o duelo em Madri sem um integrante do ataque MSN: Suárez, vetado pelo departamento médico. Em seu lugar atuou Pedro.

Sem Suárez no ataque, o Barcelona não conseguiu impor enorme volume ofensivo, o que já se tornou um costume do time. Neymar havia feito gols nos últimos sete jogos do Barça. Mas neste domingo ele teve atuação discreta.

O Atlético de Madri montou uma defesa precavida e forte. O técnico Diego Simeone recuou o posicionamento da defesa, evitando ser pega de surpresa em contragolpes rápidos do Barça.

Sem tanto espaço, o time catalão atacou pelas laterais. Daniel Alves foi bastante acionado na etapa inicial. O lateral quase abre o placar, mas fez grande defesa Oblak. O goleiro também apareceu para impedir cabeceada de Messi, livre na área no 1º tempo.

Quando se tem Messi, qualquer mínimo espaço é o suficiente para ele encontrar o caminho do gol. Foi o que aconteceu aos 20 min da etapa final. O craque argentino tabelou com Pedro dentro da área e conseguiu o chute forte e cruzado, mesmo encurralado pelos adversários.

Image title

Neymar poderia fazer 2 a 0 em jogada de contragolpe e matar a partida no Vicente Calderón. O brasileiro recebeu passe açucarado de Messi, mas o chute de Neymar saiu completamente torto.

O Atlético foi para cima nos 10 minutos finais. Mas aí foi a vez da defesa do Barça se trancar, com atuações seguras de Bravo e Mascherano. 

Toque dos treinadores: Diego Simeone montou o Atlético à sua maneira: com ênfase ao sistema defensivo. A intensa marcação aplicada pelo Atlético travou o ataque do Barcelona. Luis Enrique não conseguiu repetir o ataque veloz e letal dos jogos contra o Bayern pela Liga dos Campeões. 

O melhor: Messi. Quando a defesa dá espaço, Messi ataca em velocidade. E quando a defesa não pouco espaço, como aconteceu neste domingo, o craque se vira para achar o gol. Ele entendeu que a estratégia era trabalhar a bola até conseguir furar o bloqueio. Foi o que aconteceu. Messi marcou gol decisivo após tabela com Pedro.

O pior: Fernando Torres. O atacante é fundamental no esquema de Simeone, pois é um time que ataca pouco e que, portanto, precisa da eficiência de Torres. Mas Torres sumiu em campo contra o Barça.

Image title

Fonte: Uol