Na liderança, Cruzeiro vira placar sobre o lanterna Criciúma

Cruzeiro vira contra Criciúma no sufoco e mantém "gordura"

Mais uma vez o equilíbrio do Campeonato Brasileiro ficou evidente neste domingo: o líder da competição, Cruzeiro, jogou em casa contrao lanterna Criciúma e viveu um sufoco para conseguir vencer por 3 a 1, de virada. O time mineiro, que já teve uma grande vantagem na liderança, quase viu a diferença para o vice-líder cair para dois pontos. Mas manteve uma "gordura" importante - tem cinco pontos a mais com cinco rodadas a serem disputadas. Já o Criciúma vive um pesadelo, cada vez mais próximo de cair para a Série B.

Agora o Cruzeiro tem 67 pontos, enquanto o vice-líder São Paulo tem 62. O próximo adversário do time mineiro é o Santos, enquanto os tricolores farão um difícil clássico contra o Palmeiras. O Criciúma tem apenas 30 pontos em 33 jogos e terá um confronto contra o Grêmio na próxima rodada.

Tudo que o Cruzeiro não esperava aconteceu aos 2min de jogo: após lançamento de Cleber Santana, Bruno Rodrigo falhou e deixou a bola com Lucca, que tocou com frieza para o gol, na saída do goleiro Fábio.

Apenas quatro minutos depois, o Cruzeiro já começou aquilo que seria a tônica do segundo tempo: criou uma grande chance para Ricardo Goulart, mas foi desperdiçada. Aos 11min, Júlio Baptista ficou de frente para o gol, mas chutou em cima de Bruno. Aos 29min, Everton Ribeiro deu um passe lindo para Henrique, mas ele não alcançou a bola para finalizar. Aos 41min, Bruno voltou a brilhar evitando um gol de júlio Baptista.

Esse repetição de erros de finalização e defesas do goleiro só acabou aos 13min. Bruno até defendeu uma falta bem cobrada por Nilton, mas não teve como parar Marcelo Moreno, que pegou o rebote e empatou o jogo. O atacante tinha entrado no jogo cinco minutos antes, no lugar de Egídio.

Com o gol, tanto os jogadores quanto a torcida reconquistaram a confiança. E em cinco minutos o time mineiro reconquistou também sua superioridade: após cobrança de escanteio, Ricardo Goulart foi oportunista, pegou a sobra e colocou o Cruzeiro na frente.

Sem mais nada para perder, o Criciúma até tentou ir para o ataque e avançar a marcação. Também passou a contar com mais um atacante, Bruno Lopes, na frente. E foi ele que começou uma jogada perigosa aos 35min, chutando da entrada da área. Fábio espalmou e deu o rebote nos pés de Maurinho, que acertou o travessão.

Foi o último grande sufoco vivido pelos cruzeirenses, que ainda comemoraram aos 44min: após passe rasteiro de Ricardo Goulart, Willian apareceu para chutar livre na área e fechar o placar.

Fonte: TERRA