Sob os olhares de Fiorella, Pato dá show e São Paulo vence Capivariano por 4 a 2

Após a pré-temporada maior, o São Paulo voltou a se impor em campo, assim como contra o Penapolense na primeira rodada.



 

No Paulistão, a bola entrou. A noite foi de Alexandre Pato no Pacaembu - o gramado do Morumbi passa por reformas e está interditado provisoriamente. Sob os olhares da namorada Fiorella Mattheis, o atacante deu show na noite desta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Paulista de 2015.

O jogador emprestado pelo Corinthians foi determinante para a vitória do São Paulo por 4 a 2 sobre o Capivariano: ovacionado, fez três gols e ainda deu assistência para outro. De longe, o jogo foi de Pato. Enquanto as câmeras de televisão focavam a linda loira de olhos claros, dentro de campo o atacante já participou da partida desde os primeiros minutos - perdendo gol feito, é bem verdade. Mais para frente, o jogador se redimiu e fez atuação exemplar com três gols.

A cada nova bola na rede, a dedicação para a namorada nas tribunas do Pacaembu. Após a pré-temporada maior, o São Paulo voltou a se impor em campo, assim como contra o Penapolense na primeira rodada. Desde os primeiros minutos o time do Morumbi fez valer o elenco milionário e terminou o primeiro tempo com dois gols à frente no placar. Na etapa final, a partida ficou aberta: o clube tricolor fez mais dois, e o novato Capivariano conseguiu dois belos gols de fora da área.

O São Paulo é o líder do Grupo 1, com seis pontos, ao lado do Red Bull. A equipe de Muricy volta a campo no próximo sábado, também no Pacaembu, às 19h30 (de Brasília), contra o XV de Piracicaba. Já o Capivariano segue sem pontuar no Campeonato Paulista de 2015: tem zero pontos no Grupo 4, assim como o Penapolense, e pega o São Bernardo às 17h do sábado. A tribuna do Pacaembu recebeu uma convidada mais do que de honra na noite desta quarta. A global Fiorella Mattheis, namorada de Alexandre Pato, embelezou a casa paulistana e trouxe bons fluídos para o rapaz. Com três gols, Pato se destacou dentro de campo. No estádio, só não brilhou mais do que a própria namorada. A cada gol do garotão, Fiorella pulava, dava sorrisos e gritava "lindo" para o são-paulino, que acenava de dentro do gramado.



Fonte: Terra