No campeonato paulista, o palmeiras tem 1º tempo arrasador e vence bem em estreia

Time alviverde anotou três gols nos primeiros 35 minutos e convenceu no triunfo por 3 a 1 sobre o Grêmio Osasco Audax pela 1ª rodada do Campeonato Paulista

Um sujeito que tivesse adormecido em 8 de dezembro de 2014 e acordado por volta das 17h deste sábado, 31 de janeiro de 2015, não acreditaria. “Você tem certeza que é o Palmeiras?”, certamente perguntaria ele a quem estivesse ao seu lado, assistindo à partida contra o Grêmio Osasco Audax, neste sábado, no Allianz Parque. Veja como foi o jogo em detalhes.

Parecia outro time. Bem diferente daquele que quase foi rebaixado à Série B após jogar muito mal e empatar com o Atlético-PR em casa na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado. O Palmeiras 2015 teve uma estreia oficial mais do que perfeita: com um primeiro tempo impecável e um futebol que há tempos não mostrava, fez 3 a 1 no Audax e começou o Campeonato Paulista da melhor maneira possível.

A tarde foi perfeita para o palmeirense. Antes do jogo, o volante Arouca – 17º reforço contratado pelo clube para a temporada - foi apresentado no Allianz Parque. Poucos minutos depois, o time entrou em campo saudado pela torcida e correspondeu como há tempos não fazia. Com seis jogadores recém-contratados no time titular e Oswaldo de Oliveira no banco de reservas, sequer sentiu falta de Dudu e Alan Patrick - que não puderam ser inscritos por problemas na documentação.


O setor ofensivo formado por Allione, Robinho, Maikon Leite e Leandro Pereira surpreendentemente encaixou desde o primeiro minuto de jogo. Tudo bem, o Audax se lançou ao ataque sem cerimônias e deu muito espaço na defesa, mas o Palmeiras soube aproveitar as brechas rivais de maneira precisa. Foram três gols (Leandro Pereira, Robinho e Maikon Leite) apenas nos primeiros 35 minutos de partida. Isso sem falar nas chances desperdiçadas. Em uma delas, Maikon Leite mandou por cima da meta praticamente em cima da linha, com o gol aberto. O volume de jogo alviverde no primeiro tempo animou a torcida no Twitter.

No segundo tempo, o Palmeiras diminuiu o ritmo (mantê-lo seria praticamente impossível) e até correu alguns riscos na defesa. Fernando Prass, porém, não decepcionou quando foi exigido. Só foi vazado no minuto final, por Rafinha. O time alviverde parecia disposto a se resguardar fisicamente já pensando na segunda rodada do Paulista, quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), diante da Ponte Preta, no Allianz Parque. Por sua vez, o Audax tentará vencer a sua primeira partida na competição na terça-feira, às 19h30, contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto.

GOLS

Palmeiras 1 x 0 Audax – 6min do primeiro tempo - Em contragolpe rápido, Leandro Pereira lançou Allione pela esquerda. O argentino carregou e cruzou para Leandro Pereira completar a jogada que começou.

Palmeiras 2 x 0 Audax – 13min do primeiro tempo - Estava fácil. Allione carregou pela esquerda sem marcação, entrou na área e cruzou. Robinho, livre, dominou no peito e tocou no canto.

Palmeiras 3 x 0 Audax – 35min do primeiro tempo - O Audax errou a saída de bola, que chegou a Robinho. O meia cruzou e Maikon Leite, livre, chutou forte, sem defesa.

Palmeiras 3 x 1 Audax - 47min do segundo tempo - Após veloz contragolpe, Francis lançou Rafinha, que, com espaço, tocou na saída de Prass.

Visitante dentro de casa?

O Palmeiras enfrentou o Audax no Allianz Parque, mas não era o mandante da partida. Pois é! De olho em um lucro maior com a renda do jogo, o time de Osasco solicitou, há duas semanas, que a partida de abertura do Campeonato Paulista ocorresse no estádio alviverde. A Federação Paulista de Futebol (FPF) acatou, e, assim, o duelo aconteceu na casa palmeirense, mesmo com mando do Audax. Foi a primeira vez que o clube verde e branco não foi mandante em seu novo estádio. A torcida compareceu em bom número, e a renda foi para o Audax. Bom para os dois!

Homenagem e “festa” antes do jogo

A partida deste sábado foi a que abriu oficialmente o Campeonato Paulista de 2015. Assim, houve uma pequena celebração promovida pela FPF antes do apito inicial. Os times entraram em campo lado a lado e foram perfilados sobre um tapete vermelho; o hino nacional foi cantado pelo cantor de pagode Péricles; e o pontapé inicial foi dado pelo ex-locutor Osmar Santos, que “apadrinhou” a bola oficial da competição - batizada de “Gorduchinha” em sua homenagem.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO OSASCO AUDAX 1 X 3 PALMEIRAS

Local: Palestra Itália, em São Paulo (SP)

Data: 31 de janeiro de 2015, sábado

Horário: 17 horas (de Brasília)

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Luis Alexandre Nilsen (ambos de SP)

Cartão amarelo: Matheus (Grêmio Osasco Audax)

GRÊMIO OSASCO AUDAX: Felipe Alves; Francis, Bruno Silva e André; Gladestony, Marquinho, Rafinha, Bruno Paulo (Thiago Silvy) e Rafael (Matheus); Camacho e Ytalo (Samuel)

Técnico: Fernando Diniz

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Tobio (Jackson), Vitor Hugo e Zé Roberto; Renato e Gabriel; Allione (Cristaldo), Robinho e Maikon Leite (Victor Luis); Leandro Pereira

Técnico: Oswaldo de Oliveira

 

Fonte: Terra