Caiçara e Parnahyba testam suas equipes em jogos amistosos no Piauí

Lecão ampliou aos 9 minutos da etapa complementar e aos 40 minutos Juninho Pikachu deu números finais à partida com um belo chute de fora da área

A tarde do sábado (07) foi bastante movimentada no futebol piauiense. Caiçara e Parnahyba submeteram seus elencos em jogos amistosos e o Piauí apresentou oficialmente o treinador Paulo Moroni, que iniciou os trabalhos à frente do grupo rubro anil.

O Caiçara fez um jogo amistoso contra a Associação Atlética de Altos, duelo que terminou com o placar de 0 a 0. O time campomaiorense comandado por Paulo Isidoro se viu obrigado a jogar grande parte da partida com um homem a menos, já que o lateral-direito Ely foi expulso ainda na primeira etapa de jogo. Uma das atuações mais elogiadas foi a do recém contratado atacante senegalês Mouhamadou Leye.

Já o Parnahyba do técnico Paolo Rossi (foto) venceu a seleção do município de Camocim/CE, pelo placar de 5 a 2, no estádio Verdinho. O primeiro gol do Tubarão saiu na marca dos 17 minutos, quando Jefferson Pipoca ajeitou no peito na grande área e emendou uma bicicleta. Mas os cearenses chegaram ao empate logo depois, com Henrique. O próprio Henrique viraria o placar aos 25 minutos.

Cinco minutos depois Didi colocou o placar novamente em igualdade, mandando para as redes uma bola alçada na área. A virada nasceria também dos pés de Didi, que encontrou Puxinha à beira do gol, com toque sutil no canto esquerdo do arqueiro cearense, aos 31 minutos da etapa inicial, fazendo 3 a 2 Parnahyba.

Lecão ampliou aos 9 minutos da etapa complementar e aos 40 minutos Juninho Pikachu deu números finais à partida com um belo chute de fora da área.

Também no sábado Paulo Moroni foi oficialmente apresentado no CT do Piauí, na região da Usina Santana. O treinador prometeu dar continuidade ao trabalho de Marcão, que agora é seu auxiliar técnico.

“Não tenho como mudar nada. O trabalho vem sendo feito há dois meses, e os jogadores vêm recebendo as orientações de Marcão e tendo resultado. Então, não há a mínima possibilidade de interferir nisso. Tenho que dar continuidade e, junto com Marcão, ver o que se pode acrescentar. É um momento de soma”, disse o técnico.

 

Fonte: Dowglas Lima