Classificação do River só depende do grupo

Classificação do River só depende do grupo

O elenco do River Atlético Clube se reapresentou na manhã de ontem, no CT Afrânio Nunes, e o clima permanece de otimismo, mesmo após o empate contra o Moto Club (MA) no final de semana, em partida válida pela quinta rodada da Série D. 

Tranquilos, comissão e jogadores defendem que a classificação só depende do próprio time. Pelos números da tabela, o River, inclusive, vem com um aproveitamento melhor que o líder, o Moto, o que motiva o grupo a seguir firme.

Na tabela de classificação do Grupo A2, o River ocupa da terceira posição, empatado em pontos com o Remo (PA), que é o segundo com 5 pontos ambos. 

O que difere o River do Remo são os gols prós, quando o Remo tem um a mais que o River. Até no saldo de gols, as duas equipes estão empatadas com um gol.

Com um jogo a mais, o Moto Club (MA) é o líder, com seis pontos. Na média da tabela de classificação, o River tem 55,6% de aproveitamento até aqui, com dois empates e uma vitória; enquanto o Moto tem 50%, com quatro jogos, três empates e uma vitória. “Temos que também nos guiarmos pelos números. 

O River só depende dele para se classificar e estamos buscando aos poucos. Não deu até agora, mas nada está perdido. Temos seis pontos para conquistar nestas duas próximas rodadas e vamos trabalhar para isso”, disse Josué Teixeira.

Nas quatro linhas, o time terá o retorno do meia Thiago Marabá para os treinos com bola, fechando o grupo sem problemas médicos para o próximo desafio, que será na terça-feira (19), contra o Interporto (TO).

Durante a semana que antecedeu o jogo contra o Moto, nem Thiago Marabá, nem Thiago Dias se apresentaram 100%, com problemas musculares. Além disso, o lateral direita Arilson já está regularmente inscrito pelo River junto à CBF.

“Estamos com o grupo todo à nossa disposição e isso é muito bom. Jogamos contra um Moto Club fechado, mas também cometemos erros que precisam ser reparados. 

Tive que colocar o Índio como volante para dar reforço ao meio campo, já que Dias vinha sem treinar e o Victor Recife passou mal na véspera do jogo, com febra alta na madrugada.

Mas torcemos para que estes problemas não se repitam”, confirmou o treinador. “As mudanças vamos fazer durante a semana, para que o time se adeque ao novo adversário e às condições de jogo lá em Porto Nacional”, acrescentou.

A semana de treinos segue com o time não fazendo mais treinos no Estádio Albertão, já que o campo de jogo em Porto Nacional, local onde vai enfrentar o Interporto (TO), é um campo pequeno.

Fonte: Jornal Meio Norte