Com baixas, River tem dez dias para se reorganizar dentro do campeonato

As principais baixas são por conta de suspensão. Índio ficará duas partidas fora do time

O River Atlético Clube se reapresentou na tarde de ontem no CT Afrânio Nunes ainda embalado pelo bom resultado conquistado em São Luís no final de semana, mas com algumas baixas na equipe. 

O time folga na rodada do próximo final de semana e terá pela frente dez dias para se reorganizar, já que não poderá contar com os titulares Índio e Amarildo, além de ter alguns atletas entregues ao Departamento Médico.

As principais baixas são por conta de suspensão. Índio ficará duas partidas fora do time, já que recebeu o terceiro cartão amarelo na partida e ainda foi expulso contra o Moto Club

Vaga que se abre na zaga tricolor e que será disputada entre Bruno Lopes e Gabriel, ambos foram titulares do time campeão piauiense e agora têm uma boa oportunidade de voltar a campo.

Os dois zagueiros já fizeram algumas partidas na Série D do Campeonato Brasileiro. Bruno, inclusive, atuou contra o Moto Club, após a expulsão de Índio e se diz confiante. “Estamos trabalhando independente de estar ou não na vaga de titular.

Precisamos estar prontos e o que o professor decidir temos que acatar, tudo para defender bem o time”, disse o zagueiro. “Qualquer um de nós pode entrar e fazer bem feito. Estamos preparados e vamos esperar a decisão do professor”, acrescentou Gabriel.

Outra baixa, confirmada por conta do terceiro cartão amarelo na partida contra o Moto Club, foi do lateral-esquerdo Amarildo. Na tarde de ontem, o lateral até iria fazer o trabalho com o grupo, mas foi diagnosticado com um estiramento na coxa direita, após avaliação médica. Amarildo agora passará os próximos dias em tratamento.

Para o seu lugar no time titular, Flávio Barros terá como opção Siderval e Rian, dois atletas também campeões piauienses pelo River em 2014. Para Rian, esta é uma chance muito boa e motivadora. 

“Todo mundo quer ser titular e eu vou dar meu máximo para conquistar a camisa seis neste próximo jogo. Todos temos chances, então é trabalhar e dar o meu melhor”, disse Rian.

O técnico Flávio Barros avalia o momento com tranquilidade. “Temos as baixas, mas temos também no banco excelentes opções. Vamos analisar os nossos atletas e escolher o que melhor se encaixar com o nosso sistema de jogo. Temos dez dias para ajustar o grupo e isso é muito bom”, declarou.

Outro atleta que também está entregue ao Departamento Médico é o goleiro Cézar Luz. Há algumas semanas, o goleiro sente dores musculares na lombar e, após o jogo contra o Moto Club, a situação piorou e o mesmo está em tratamento.

A boa nova do grupo foi o retorno do volante Victor Recife, que se juntou ao time nas atividades físicas. O River volta a campo somente dia 13 de setembro, para o jogo contra o Remo (PA).

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no facebook

Fonte: Jornal Meio Norte