Diretoria anuncia hoje se Flamengo participará da Copa Piauí

Tiago Vasconcelos anunciou que o Flamengo-PI não disputaria mais

Logo depois de ser confirmado como novo presidente do Flamengo-PI, no último domingo (21), Tiago Vasconcelos anunciou que o Flamengo-PI não disputaria mais nenhuma competição em 2015, no intuito de se reorganizar. No entanto, essa decisão ainda será discutida.

Depois de tomar conhecimento da multa de R$ 50 mil prevista para os times que desistirem da Copa Piauí, a direção da Raposa pretende discutir o caso junto à Federação de Futebol.

A cupula da nova diretoria deve se reunir na manhã de hoje e apresentar um posicionamento oficial na reunião do conselho técnico da Copa Piauí, que deve ser realizado hoje à tarde na sede da FFP. Tiago Vasconcelos aponta que o principal motivo para defender a não participação da equipe no torneio é o fator financeiro.

“O custo mensal de um time como o Flamengo em uma Copa Piauí é de aproximadamente R$ 60 ou R$ 70 mil. Como a competição tem dois meses, a despesa chegaria a R$ 140 mil. Temos algumas despesas relativas ao Estadual, que pretendemos pagar com a premiação de vice-campeão, que ainda não recebemos.

Estas somam R$ 40 mil. Temos também que discutir o time que disputará o Sub-19, uma competição que terá, para nós, um custo de R$ 30 a 40 mil. Ou seja, são despesas que podem chegar a R$ 220 mil.

A premiação do campeão da Copa Piauí é de R$ 200 mil, o que mostra que, mesmo que fosse campeão, o Flamengo poderia ter prejuízos”, argumentou o cartola, em entrevista concedida no programa Olé, da Rede Meio Norte.

“Hoje, o Flamengo não tem condição de disputar campeonatos profissionais. Dei aquela declaração (de que o rubro-negro não jogaria mais em 2015) pensando na situação do clube como empresa.

Naquele momento, não tínhamos a informação da multa. Fomos informados disso já nesta semana, através da Federação de Futebol”, complementou Vasconcelos.

O novo presidente do Mais Querido disse ainda que se espelha no “irmão mais velho” - o Clube de Regatas do Flamengo - para buscar implantar uma nova filosofia no rubro-negro piauiense. “Há três anos, quem diria que o Flamengo do Rio iria se equilibrar? O time estava atolado em dívidas.

Uma gestão competente, séria, que teve o cuidado de buscar o equilíbrio. Com isso, colocou o clube como um dos que tem uma das situações financeiras mais confortáveis do país. Eu quero fazer esse paralelo para dizer que o Flamengo-PI tem jeito, sim”.

Vasconcelos afirmou também que a diretoria anterior pediu um prazo para que todas as informações relativas ao clube possam ser repassadas à nova administração, e que esse período de transição pode durar de 45 a 60 dias.

O presidente afirmou também que já acionou um advogado e um profissional de contabilidade para verificar a situação do CNPJ do clube.

Fonte: Dowglas Lima