“É um contra cinco”, diz técnico do River Atlético Clube, Flávio Araújo

écnico teceu elogios ao afirmar que a equipe se encaixou. Disse que a cada partida os jogadores procuram se impor, mas com personalidade e pés no chão, tanto que não subestima seus adversários

Depois da conquista do título do primeiro turno do campeonato piauiense de forma invicta, o técnico do River, Flávio Araújo, analisou o momento do time. Em meio ao clima de comemoração, o comandante riverino adota o discurso da cautela e avisa que o Galo precisa ter cuidado para manter o bom momento, almejando vitórias mais expressivas.Flávio Araújo

“A vaga para a Copa do Nordeste é, sem dúvidas, uma conquista, mas temos dois objetivos maiores. O primeiro é conquistar uma vaga para a série D, e para essa meta faltam 50%. O segundo é conquistar o acesso”, disse Flávio, que, não por acaso, é conhecido como “o rei do acesso”, já que em anos anteriores fez subirem de divisão times como o América de Natal, o Icasa e o Sampaio Correa.

Sobre o River, o técnico é só elogios. “A equipe se encaixou. A cada partida nós procuramos nos impor, mas com personalidade e pés no chão. Não subestimamos nenhum adversário. Procuramos ser bons na força de vontade, na força física e na parte técnica, e agora estamos sendo premiados por isso”.

Fechando sua análise, o técnico deixou um recado. “Não podemos nos acomodar com essa conquista. Vamos em busca do título do segundo turno. Os adversários estão todos se reforçando, e vão crescer. Mas nós vamos encarar cada jogo como uma decisão. Agora é um contra cinco”.

E a caminhada do River recomeça na próxima sexta (01/05), quando a equipe enfrenta, em Campo Maior, a equipe do Caiçara.

Comemoração na estreia

Ele chegou para suprir uma carência que a equipe riverina já vinha sentindo desde o começo da Copa do Nordeste: a presença de um homem de área, e ao final de sua primeira partida com a camisa do Galo, já levantou uma taça. O atacante Raphael Freitas entrou no segundo tempo da final contra o Parnahyba, depois que Fabinho sentiu um problema físico, e falou sobre a estreia.

“O trabalho foi reconhecido. Agradeço primeiramente a Deus e depois ao professor Flávio, que me deu essa oportunidade”, disse o atacante, recém-contratado pelo River Atlético Clube.

Sobre a disputa por uma posição no setor ofensivo na equipe tricolor, Freitas mostrou tranquilidade. “Eu costumo dizer que quem estiver jogando no River tem que dar sempre o seu melhor. O Fabinho e o Eduardo vêm muito bem, e temos que respeitar quem está jogando. Eu vou buscar o meu espaço aos poucos. Quando aparecer minha oportunidade, vou fazer o possível para segurá-la”.


Fonte: Dowglas Lima