Piauí reage e empata fora de casa com o Náutico: 3 a 3

O Náutico tentava chegar, mas não conseguia ser efetivo. O Piauí chegou com perigo pela primeira vez aos 23. Silas apareceu pela esquerda e bateu cruzado

Um belo jogo. Esse é o resumo do duelo entre Náutico e Piauí na Arena Pernambuco pela quarta rodada da Copa do Nordeste. Os times fizeram uma partida de seis gols, marcada pela forte reação do time piauiense, que apesar de seguir em situação complicada e na lanterna do grupo C, ainda permanece com chances de classificação.

O jogo começou sem um ritmo muito forte. O Náutico tentava chegar, mas não conseguia ser efetivo. O Piauí chegou com perigo pela primeira vez aos 23. Silas apareceu pela esquerda e bateu cruzado. A bola passou perto do canto esquerdo de Júlio César. O Timbu respondeu em cabeçada de Renato, que passou com perigo.
 
O Piauí assustou bastante o Náutico na segunda metade do primeiro tempo. Primeiro em forte chute de longa distância de Dalton. Depois Thiaguinho mandou uma bomba no travessão em cobrança de falta, e depois o mesmo Dalton perdeu a oportunidade de marcar por cobertura ao pegar a sobra de um contra ataque rápido.
 
O segundo tempo começou quente e o Náutico não demorou a abrir o placar. Patrick Vieira encheu o pé na marca dos quatro minutos e fez 1 a 0. O próprio Patrick Vieira fez o segundo na marca dos 18 minutos. Enquanto os atletas do Piauí reclamavam de falta em uma dividida de Bruno Alves com Phabollo, Guilherme aproveitou e achou o atacante livre na área. Vieira só completou para o gol.
 
Aos 24 minutos de jogo terminou o jejum do ataque rubro anil no Nordestão. Depois de cobrança de lateral, Phabollo chutou na grande área e venceu Júlio César, diminuindo o placar. Era o primeiro gol do Piauí Esporte Clube na Copa do Nordeste.
 
Mas a alegria durou pouco, isso porque o terceiro gol saiu em belo chute de Felipe Souto. Para esquentar de vez o jogo, o Piauí voltou a diminuir. Denis aproveitou cochilo da zaga e achou Luís Cláudio, que empurrou para as redes aos 35 minutos, 3 a 2. E o que parecia improvável aconteceu. Aos 40, Luís Cláudio, de novo ele, deixou tudo igual ao aparecer para tocar para o gol depois de uma cobrança de lateral rápida da direita. Final: 3 a 3.

    

Fonte: Dowglas Lima