River e Flamengo/PI se enfrentam neste domingo no clássico Rivengo

Rivengo vale liderança do Piauiense

08 de abril de 2015. Naquela data, os torcedores riverinos comemoravam uma sonora vitória por 3 a 0 sobre o maior rival e viam o time do Galo engrenar de vez no Piauiense.

O River conquistava, na ocasião, a classificação antecipada para o mata mata do primeiro turno da competição, e acabaria sendo campeão desse mesmo turno pouco depois.

No entanto, para os elencos de River e Flamengo/PI, essa história já ficou no passado. Isso porque os rivais têm um novo encontro marcado às 17 horas deste domingo, no estádio Albertão. A Rede Meio Norte transmite o clássico (menos para a capital).

Quando a bola rolar, estará em jogo a liderança isolada da segunda volta do campeonato e a classificação antecipada para as semifinais do returno. E as estatísticas reforçam a expectativa de um jogo equilibrado no gigante da Redenção.

As duas equipes estão empatadas em número de pontos (7) e no número de vitórias (2), mas os rubro negros estão na dianteira por conta do saldo de gols (cinco do Fla contra quatro do Galo).

O River, que na última rodada empatou com o Parnahyba no litoral, conta com o retorno de seis jogadores para o confronto deste domingo: Paulo Paraíba, Amarildo e Thiago Marabá voltam de suspensão por acúmulo de cartões.

Índio, Esquerdinha e Eduardo deixaram para trás os dias de DM e estão recuperados. O desfalque tricolor é o goleiro Naylson, que precisou viajar a Manaus para resolver questões particulares. Com isso, Dalton assume o gol riverino. Vale lembrar que o time está há sete jogos sem tomar gol.

O Galo segue invicto na competição. Ao todo, são sete vitórias e três empates, campanha sedimentada por uma defesa sólida (apenas dois gols sofridos em dez jogos) e um ataque efetivo (17 tentos marcados, disparado o melhor do estadual).

Mas Flávio Araújo, técnico do River, deixa de lado o retrospecto e pede atenção a seus comandados. “Vai ser um jogo muito mais acirrado que o do primeiro turno, com certeza. O empenho e a concentração serão essenciais”, resumiu o treinador.

O reformulado Flamengo/PI só pensa em dinamitar todos esses números e derrubar a invencibilidade do Galo no clássico. “Turbinado” pelos reforços oriundos do futebol cearense, o time rubro negro é bem diferente daquele que viu o River vencer com facilidade naquela quarta-feira de abril.

Para tanto, a Raposa pode ir a campo com uma formação bem ofensiva, experimentando usar três atacantes (Roberto Jacaré, Moré e Augusto). Zuza, suspenso pelo critério dos cartões, é a baixa na proteção de zaga.

Os homens de frente do Fla/PI vivem a expectativa de fazer um grande clássico. Autor de um golaço e uma assistência na vitória do Fla sobre o Piauí na última rodada, Augusto passa por um excelente momento.

Ele, que figurou no banco de reservas no último Rivengo, quer ser um dos dos protagonistas de hoje. “Em três jogos fizemos cinco gols. Estamos bem, e espero balançar as redes novamente”, disse o atacante.

Roberto Jacaré, que mostrou entrosamento com Augusto no último jogo, jogou o favoritismo para o lado riverino. “Assisti o jogo deles na final do primeiro turno. A defesa deles está muito bem, mas nós estamos tranquilos e prontos para colocar em prática tudo o que trabalhamos durante a semana. Para mim eles são os favoritos, mas nós estamos preparados”.

Além do volante Zuza, Jorge Pinheiro não poderá contar com o zagueiro Paulo Ricardo, lesionado. O técnico ressaltou a retomada do ânimo no grupo. “A equipe vai determinada, respeitando o adversário. Hoje, nós vivemos um momento diferente. No primeiro turno, eu ainda estava tentando nivelar o time com equipes como o River, e agora vejo que podemos sim vencer o clássico.

Vamos ter cuidado e atenção, mas também vamos nos comportar como nas partidas anteriores ao clássico”, disse Pinheiro em entrevista à rádio FM Universitária.

Antonio José Lopes Trindade de Sousa apita o Rivengo de hoje, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Thyago Costa Leitão. Diego da Silva Castro será o quarto árbitro.

Caiçara e Parnahyba duelam em Campo Maior

Antes da bola rolar no Rivengo, Caiçara e Parnahyba se enfrentam às 15h45 deste domingo no estádio Deusdeth de Melo, em Campo Maior. Será mais um confronto direto nesta quarta rodada, já que o Caiçara tem quatro pontos, mas é seguido de perto pelos azulinos, com três.

O Leão vem de vitória fora de casa sobre o 4 de Julho e agora está sob novo comando. Com a saída de Paulo Isidoro, o preparador de goleiros Everton Chulipa foi promovido a treinador, e faz sua estreia na área técnica neste domingo.

"Tivemos uma semana muito boa. O mais importante é que o grupo está fechado e unido. Vamos precisar de toda a concentração, pois o Parnahyba é um concorrente direto", disse Chulipa.

O treinador terá algumas dores de cabeça. O experiente atacante Rinaldo, suspenso por acúmulo de cartões, não joga. O zagueiro Rennan foi punido com 180 dias de gancho pelo TDJ/PI e está fora do estadual. Já o lateral esquerdo Adelson foi expulso na vitória contra o 4 de Julho na última rodada, e cumpre suspensão automática.

Além disso, dois atletas deixaram o clube esta semana: o meia Marlon e o atacante Gazito. Diante disso, Chulipa trabalhou com duas formações distintas ao longo da semana, durante os treinos táticos da equipe caiçarina.

O Parnahyba também tem problemas de elenco. Depois de ver o zagueiro Jeferson ser punido com quatro jogos pelo TJD por conduta antidesportiva no empate com o Piauí na estreia do returno, o Tubarão terá de lidar com mais uma baixa: o atacante Thiago Lima resolveu se despedir do elenco.

O jogador teria ficado descontente por ter sido pouco aproveitado pelo técnico Pedro Manta, e deixou o litoral piauiense na noite da última sexta-feira.

O torcedor azulino volta a depositar esperança nos gols do atacante Lekão, artilheiro do campeonato ao lado de Fabinho, do River, com cinco gols. O atacante retorna neste domingo depois de ficar suspenso por ter sido expulso na segunda rodada.

Será o terceiro encontro entre o Leão e o Tubarão no estadual de 2015. No primeiro, realizado em 08 de abril, os Caiçarinos emplacaram uma vitória por 3 a 2 em pleno estádio Verdinho. 11 dias depois, o Parnahyba devolveu o golpe, ao vencer o Caiçara em pleno Deusdeth de Melo na semifinal do turno, com dois gols na prorrogação. Ou seja, o encontro de hoje tem um caráter de "tira teima".

A arbitragem de Caiçara x Parnahyba é de Antônio Dib Moraes de Sousa. Francisco Nurisman Machado Gaspar será o assistente de número um, Hélio Soares Freire atuará como assistente número dois e o quarto árbitro será Karol Vinicius Mendes Soares Martins.


Fonte: Dowglas Lima