River vence o Parnahyba e é campeão do primeiro turno do estadual

O River insistia pelo lado direito, com boas subidas de Tote, mas Fabinho seguia bem marcado na área. O jogo começou a ficar mais truncado, e a primeira etapa terminou sem gols.

O River reservou para o segundo tempo de jogo as maiores emoções para o torcedor tricolor que foi ao estádio Albertão na tarde deste domingo (26). Com três gols na etapa final, o galo superou o Parnahyba e tornou-se campeão da Taça Estado do Piauí, o primeiro turno do Campeonato Piauiense 2015. Esquerdinha, Eduardo e Fabinho foram os autores dos gols dos donos da casa. Com o resultado, o Galo Carijó carimba também uma vaga na final do estadual e assegura sua presença na Copa do Nordeste 2016.

Como era de se esperar em um clássico como esse, foi um primeiro tempo pegado, com poucas chances para os dois times. Quem precisava do gol era o Parnahyba, mas foi o River que começou se lançando ao ataque. Inicialmente pressionado, o Tubarão demorou a chegar, e só pouco antes dos 20 minutos o time azulino apareceu com perigo. Lekão pegou sobra de bola na área mas o chute saiu torto.


O River insistia pelo lado direito, com boas subidas de Tote, mas Fabinho seguia bem marcado na área. O jogo começou a ficar mais truncado, e a primeira etapa terminou sem gols.


Para o segundo tempo o River usou a mesma estratégia do começo do jogo: pressionar o time do litoral nos primeiros minutos. No entanto, as tentativas de Eduardo e Fabinho ainda não surtiam efeito.


Mas isso não demoraria a mudar. Aos onze minutos, Esquerdinha mandou um chute despretensioso, a bola desviou no zagueiro Jefferson e tirou qualquer chance de defesa por parte de Allysson. 1 a 0.


O segundo gol do Galo veio cinco minutos depois. Tote avançou pela direita, levantou a bola na área e achou Eduardo, que subiu para cabecear para o fundo das redes, ampliando o placar.


Acuado, o Parnahyba ainda teve mais uma chance com Carlinhos, mas o goleiro Naylson evitou o gol. E a festa da torcida riverina no Albertão ficou ainda mais completa quando Fabinho fez o terceiro, aos 25. O camisa 11 avançou em velocidade pela esquerda, deixou a marcação para trás e bateu forte, mandando no canto esquerdo e anotando seu quarto gol na competição. Logo depois de balançar as redes, o atacante sentiu um mal estar e foi substituído por Raphael Freitas, que fez sua estreia na final do turno.


Como se não bastasse o placar desfavorável, o Parnahyba ainda entrou em desvantagem numérica. Luciano se estranhou com Thiago Marabá na frente do árbitro Antônio Santos Nunes, que mostrou o cartão vermelho para o volante azulino. A expulsão desencadeou um princípio de confusão em campo, que logo foi controlado.


Acalmados os ânimos, só restou o apito final. O campeão do primeiro turno já emenda a preparação para a segunda volta do campeonato, que terá a segunda rodada inteiramente na sexta feira (1º de maio). O galo do técnico Flávio Araújo viaja a Campo Maior para enfrentar o Caiçara às 15h45 no Deusdeth de Melo. Já o Parnahyba de Pedro Manta volta ao Albertão para encarar o Piauí, às 16 horas, na partida preliminar da rodada dupla, que ainda tem Flamengo x 4 de Julho às 18 horas. 



;





Fotos: Victor Gabriel

Fonte: Dowglas Lima