Por unanimidade, Romário é eleito presidente da CPI do futebol

Ele disse que pretende convocar os ex-presidentes da CBF

Image title


O senador Romário (PSB-RJ) foi eleito na tarde desta terça, com a unanimidade de quatro votos, presidente da CPI que irá investigar a CBF e o Comitê Organizador Local (COL) da Copa.

Romário afirmou que gostaria de ser o relator, mas o acordo dos maiores partidos - PMDB e PT - o destinou a presidência. Romário afirmou que a comissão pretende moralizar e abrir a caixa-preta do futebol.

Ele disse que pretende convocar os ex-presidentes da CBF Ricardo Teixeira e José Maria Marín - que está preso na Suíça - e também o atual mandatário, Marco Polo Del Nero. O senador disse que a CPI vai investigar enriquecimento ilícito na direção do futebol brasileiro e afirmou não ter dúvidas que os três (Teixeria, Nero e Marín) estão nessa relação.

— Tenho certeza que tem enriquecimento ilícito, o crime mais importante que vamos encontrar. Difícil dizer quem vai aparecer nessa relação, mas, esses três, estarão nessa lista — disse Romário.O presidente da CPI também anunciou que pretende quebrar os sigilos de dirigentes da CBF, de federações e de clubes.

— É o papel da CPI. Quando estiver finalizada, que, definitivamente, o brasileiro conheça as pessoas que já fazem mal ao futebol e os que continuam fazendo ao longo desses anos. E aqueles culpados que paguem por seus crimes e que o futebol brasileiro passe a ser honesto, moderno e que nos dê alegria dentro e fora de campo — disse Romário, que afirmou não ter dúvidas que a CBF tentará blindar a CPI.O relator Romero Jucá (PMDB-RR) pareceu mais preocupado em associar a CPI aos resultados de campo e que é preciso melhorar a estrutura do futebol.

Ele quer que a CPI seja propositiva.— É preciso retomar o futebol como paixão do povo brasileiro. Chega de 7 a 1, de Copa América (se referindo à desclassificação da seleção). A retaguarda está desorganizada — disse Jucá.O senador negou que tenha sido escolhido relator para blindar a CBF e porque um dos filhos do ex-presidente José Sarney (PMDB) - Fernando Sarney - é da direção da entidade.— Foi escolhido pelo líder Eunicio Oliveira (PMDB-CE) por ter relatado diversas matérias. Tenho experiência. Somando, dá para montar uma boa seleção e não perdermos de 7 a 1.PublicidadeAo ser questionado sobre investigar dirigentes da CBF ele afirmou:— A CPI vai investigar quem precisa ser investigado. Não vamos blindar ninguém. Não se pode é personalizar. Não será uma CPI contra A ou B.A CPI é composta por 11 integrantes e começará seus trabalhos em 4 de agosto e segue até outubro. Nessa reunião de escolha e votação do presidente e relator compareceram, além de Romário e Jucá, apenas os senadores Zezé Perrella (PDT-MG), Omar Aziz (PSD-AM) e Eunicio Oliveira (PMDB-CE).

Fonte: Com informações: O Globo