Preso, goleiro Bruno entra em acordo com Flamengo e receberá R$ 600 mil

O acordo, no entanto, encerrou a briga judicial.

O goleiro Bruno, que está preso desde julho de 2010 e cumpre pena de 22 anos e 3 meses de reclusão pela morte da ex-amante Eliza Samudio, entrou em acordo com o Flamengo para receber salários e direitos de imagem que estavam atrasados. O atleta aceitou receber R$ 600 mil. A dívida foi contraída pelo clube durante passagem de Bruno pela Gávea, entre 2008 e 2010.

O jornal Lance! publicou que a intenção do goleiro – atualmente com 30 anos – era receber R$ 2 milhões. Bruno cobrava esse valor na Justiça, através da 6ª Vara da Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro, desde 2011. O acordo, no entanto, encerrou a briga judicial.

Segundo a publicação, o departamento jurídico do Flamengo comemorou o desfecho, pois conseguiu diminuir a dívida com Bruno para mais da metade. Com correção monetária e impostos, o montante a ser recebido pelo atleta pode chegar perto de R$ 1 milhão.

O Flamengo afirma que "o fato de o goleiro estar preso não tira do clube a obrigação de arcar com pendências com seus ex-atletas. Mesmo as pendências relacionadas a compromissos assumidos por diretorias anteriores à atual".

Bruno tem direito a receber R$ 600 mil, mas ainda irá esperar. O goleiro entra na fila do Ato Trabalhista do Flamengo. O acordo, alinhavado com o Tribunal Regional do Trabalho, destina todos os meses parte da verba arrecadada pelo clube para pagamento de dívidas trabalhistas. Bruno está na fila para garantir seu dinheiro.

Fonte: Uol