Real Madrid confirma favoritismo, vence San Lorenzo e é campeão do Mundial de Clubes da Fifa

Desta forma, faturou seu quarto título mundial – já havia conquistado o mundo nos anos de 1960, 1998 e 2002.

Não deu para o time do Papa Francisco. Em duelo disputado neste sábado, no estádio de Marrakesh, o Real Madrid confirmou o favoritismo diante dos argentinos e, com gols de Sergio Ramos e Gareth Bale, venceu o San Lorenzo pelo placar de 2 a 0. Desta forma, faturou seu quarto título mundial – já havia conquistado o mundo nos anos de 1960, 1998 e 2002.

Foi a 22ª vitória consecutiva do Real Madrid, que faz uma temporada impressionante. Classificou-se para as oitavas de final da Liga dos Campeões como único time com 100% de aproveitamento na fase de grupos, e ainda lidera o Campeonato Espanhol com um ponto de vantagem em relação ao Barcelona – mesmo com um jogo a menos que o rival.

Fases do jogo: Nem o juiz deu o apito inicial e já deu para ver qual seria a estratégia do San Lorenzo: amarrar a partida. Com diversas faltas e provocações, o time argentino procurou parar o jogo a todo o momento. Adiantou, por 36 minutos, mas chegou uma hora que não teve jeito. Mesmo sem criar tanto, o Real conseguiu o gol, em bola parada. Depois de cobrança de escanteio de Kroos, Sergio Ramos aproveitou uma de suas principais características, apareceu entre os defensores do San Lorenzo e mandou de cabeça para as redes. 1 a 0.

Já na etapa final, a força do ataque merengue finalmente funcionou, por baixo. Kroos tocou para Isco, que deu uma assistência perfeita para Gareth Bale; dentro da área, o galês finalizou mal, mas Torrico não segurou a bola e levou um 'frango', complicando ainda mais a situação do San Lorenzo dentro da decisão. Nem mesmo a entrada de Romagnoli ajudou o time argentino a equilibrar o jogo diante do Real Madrid, que permaneceu superior durante quase todo restante da partida. No fim, o San Lorenzo até arriscou uma pressão, mas já era tarde.

O melhor: Isco. Comandou o meio-campo do Real Madrid e foi responsável por uma assistência perfeita no segundo gol, convertido por Bale.

O pior: Torrico. Levou um 'frango' no segundo gol do Real Madrid. Com o 2 a 0, ficou difícil para o San Lorenzo reagir na decisão.

Chave do jogo: Erros. O San Lorenzo não podia falhar se quisesse surpreender o Real Madrid. Mas falhou. Primeiro na marcação do escanteio que originou o gol de Sergio Ramos. Depois, foi a vez do goleiro Torrico não defender o chute fácil de Bale.


Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Uol