Santa Cruz cresce no 2º tempo, bate Náutico e segue na briga pelo acesso

Santa Cruz cresce no 2º tempo, bate Náutico e segue na briga pelo acesso

O Santa Cruz mostrou sua força no segundo tempo após uma primeira etapa equilibrada para vencer o clássico contra o Náutico por 3 a 0 neste sábado, no Arruda, pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com gols de Keno e Wescley (dois), a equipe da casa chegou aos 22 pontos e segue na luta pelo acesso. Por outro lado, o time visitante segue com 18 e passa a se preocupar com as últimas posições da tabela.

Fases do jogo: Bastou a bola rolar para o Náutico arriscar um chute do meio-campo. Tadeu finalizou, mas a bola parou facilmente nas mãos de Tiago Cardoso. A primeira impressão do clássico não se confirmou nos minutos seguintes porque o Santa Cruz passou a dominar o jogo.

Os donos da casa estiveram próximos de abrir o placar, aos cinco. Keno invadiu a área, finalizou com perigo e Alessandro defendeu parcialmente. Léo Gamalho pegou o rebote, mas perdeu um gol incrível. O Náutico chegou a equilibrar o confronto na altura dos 15 minutos. A equipe visitante apostava em uma marcação forte na expectativa de sair em velocidade.

O Santa Cruz tinha a maior posse de bola, mas falhava na conclusão das jogadas. O time alvirrubro explorava principalmente as laterais do campo para tentar servir o atacante Tadeu. Por outro lado, os tricolores tentavam chegar através de passes rápidos para explorar a velocidade de Keno e as conclusões de Léo Gamalho. Entretanto, a primeira etapa terminou empatada sem gols.

O segundo tempo iniciou movimentado e novamente com o Santa Cruz criando as principais oportunidades de gol. A equipe da casa acabou saindo na frente, aos 12, com Keno. O atacante recebeu no lado esquerdo, passou por três marcadores e emendou um potente chute com a perna direita. A equipe visitante esboçou uma reação e se aproximou do empate em dois lances que usou a velocidade.

No entanto, foi o Santa quem acabou marcando, aos 28. Wescley, que tinha entrado um pouco antes, recebeu passe de Léo Gamalho, e emendou um forte chute. A bola ainda bateu na trave antes de entrar. Os donos da casa souberam controlar a partida e ainda marcaram mais um gol, novamente com Wescley, aos 48, para confirmarem a vitória.

O melhor: Keno. O atacante do Santa Cruz mostrou sua costumeira velocidade e lances de habilidade. Ele ainda marcou um belo gol, que iniciou a vitória de sua equipe.

O pior: Gilmak. O volante do Náutico não conseguiu conter o rápido meio-campo do Santa Cruz e ainda ficou olhando Wescley marcar o segundo gol da equipe adversária.

Chave do jogo: O Santa Cruz usou a velocidade de seus principais jogadores para construir sua vitória. Após um primeiro tempo equilibrado, a equipe da casa encaixou seu jogo e não teve trabalho para conseguir vencer.

Para lembrar: Sem polêmica. O atacante Tadeu chegou a marcar, aos 15, mas ele estava impedido e a arbitragem anulou aquele que seria o gol do Náutico.

Próxima rodada. Os dois times voltam a jogar no próximo sábado. O Santa Cruz recebe o Bragantino, às 16h20, no Arruda.Por outro lado, o Náutico, que joga no mesmo horário, visita o Luverdense, no Passo das Emas.

SANTA CRUZ 3 x 0 NÁUTICO

Data: 9/08/2014 (sábado)

Horário: 16h20 (horário de Brasília)

Local: Arruda, em Recife (PE)

Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ)

Auxiliares: Clovis Amaral da Silva (PE) e Albino Andrade Albert Junior (PE)

Cartões amarelos: Natan, Keno e Marllon (Santa Cruz); Neílson e Gilmak (Náutico)

Gols: Keno, aos 12, e Wescley, aos 28, e aos 48 minutos do segundo tempo

SANTA CRUZ

Tiago Cardoso; Tony (Nininho), Marllon, Everton Sena e Renatinho; Sandro Manoel, Everton, Natan (Wescley) e Carlos Alberto; Keno (Pingo) e Léo Gamalho

Técnico: Sérgio Guedes

NÁUTICO

Alessandro; Neílson, Renato Chaves, Mario Risso e Raí; Gilmak, Elicarlos, Roberto (Vitor Michels) e Marcos Vinícius (Vinícius); Marinho e Tadeu

Técnico: Sidney Moraes

Fonte: Uol