São Paulo bate o Santos com jogadores reservas e garante a Libertadores

O resultado ao menos garante o clube paulistano na Libertadores do próximo ano.

O São Paulo sabia que só um milagre dos mais grandes poderia dar o título brasileiro para a equipe e, por isso, escalou um time praticamente reserva neste domingo pelo torneio nacional. Mesmo assim, a equipe tricolor não fez feio e venceu o desinteressado Santos por 1 a 0, em duelo pela antepenúltima rodada do campeonato disputado em uma lotada Arena Pantanal, no Mato Grosso, para ganhar fôlego para a “decisão” de quarta. O resultado ao menos garante o clube paulistano na Libertadores do próximo ano.

O time do Morumbi entrou neste domingo com o pensamento na decisiva semifinal da Copa Sul-Americana nesta quarta – contra o Atlético Nacional-COL em casa – e pouparam praticamente o time todo. O clube, que fica em segundo com 69 pontos e garante ao menos a permanência no G-4, escalou apenas Rogério Ceni e Edson Silva entre os jogadores considerados titulares atualmente. Muricy e companhia apenas cumprem tabela no Brasileiro no próximo fim de semana, contra o Figueirense em casa às 17h (de Brasília) do domingo.

Por sua vez, o Santos entrou com força total no confronto, mas segue sua caminhada de “fim de festa”, sem ter o que disputar no Campeonato Brasileiro. A equipe de Enderson Moreira, que não vence há sete jogos no torneio nacional – a última vitória foi sobre o Palmeiras pela 29ª rodada -, aparece com 47 pontos, em 11º.  

Apesar do animado apoio dos torcedores na quase lotada Arena Pantanal, a primeira etapa foi apenas morna. As equipes trocaram vários passes sem pressionar o adversário e a única chance perigosa foi aos 38min, do São Paulo com sua equipe reserva. No lance, Ademílson fez Aranha trabalhar em forte chute e o time tricolor seguiu no ataque, mas desperdiçou duas oportunidades. O time de Nuricy foi para o intervalo sob pedidos de “Luís Fabiano” de sua torcida.

O segundo tempo foi outro jogo. Aos 8min, Lucas Lima deu excelente passe para Geuvânio, que perdeu gol na cara de Ceni. No minuto seguinte, o time praiano foi punido:  Boscilia recebeu de frente para Aranha e chutou cruzado para marcar. Maestro santista e um dos destaque no ano, Lucas Lima passou a chamar a responsabilidade e quase não marcou após linda jogada que terminou em conclusão errada aos 13 min – um minuto antes, Geuvânio acertou belo chute de fora da área no travessão.

Atrás do placar, o Santos continuou melhor no confronto, enquanto os são-paulinos tentavam matar a partida em contra-ataques. A torcida tricolor no MT ainda foi presenteada com as entradas dos titulares Luís Fabiano e Michel Bastos. A busca santista pela igualdade no placar foi em vão e a equipe de Enderson Moreira teve que se contentar com mais uma derrota.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Terra