Técnico Paulo Moroni lamenta eliminação do Piauí da Copa do Brasil

Sacou o meia Darley e mandou o atacante Ítalo para o jogo.

O público diminuto que enfrentou a chuva da noite de terça-feira para ir ao Albertão ver o Piauí enfrentar o Salgueiro pela Copa do Brasil ficou completamente atônito com a goleada de 5 a 1 sofrida pelo rubro-anil. O treinador Paulo Moroni também compartilhou do mesmo sentimento.

"Vocês viram o que aconteceu. Foi uma fatalidade. Não se trata de explicar uma questão técnica, ou de jogo. Deu tudo errado", resumiu o treinador, em entrevista coletiva logo após a eliminação diante da equipe do Carcará.

Depois de começar o jogo com três volantes e ver Niel abrir o placar para o PEC logo aos três minutos, Moroni teve que fazer mudanças assim que o Salgueiro passou a tomar de conta da partida.

Sacou o meia Darley e mandou o atacante Ítalo para o jogo. No intervalo, promoveu a entrada de Jorginho na vaga de Niel, o que deu um pouco mais de mobilidade aos donos da casa. Em outra substituição, tirou o zagueiro Sadan e colocou o meia Allan.

Mas nenhuma dessas medidas funcionou. O Piauí seguiu sendo dominado na etapa complementar, e o Salgueiro só precisou administrar o resultado. Bastante desfalcado por ter tido quatro atletas punidos pelo STJD no caso da confusão com o Moto Club na Copa do Nordeste, o PEC ainda perdeu Allan e Binha, expulsos, o que facilitou ainda mais a vida dos visitantes.

Foi o primeiro jogo do recém-contratado lateral-esquerdo Rian pelo Piauí. "Começamos bem, com a posse de bola, mas infelizmente é isso. O futebol tem dessas coisas. Demos brechas e o adversário fez os gols". lamentou o jogador.

O PEC segue sem vencer em 2015. Já são dez partidas, somando-se a Copa do Nordeste, o Piauiense e a Copa do Brasil, com sete empates e três derrotas. O time Rubro-anil tem a missão de se reerguer para seguir em frente no Estadual, no qual pega o 4 de Julho fora de casa em seu próximo compromisso, dia 08/04.

 

Fonte: Dowglas Lima