Tite poderá ter salário menor que de Mano Menezes no Timão

Tite poderá ter salário menor que de Mano Menezes no Timão

O Corinthians está a alguns dias de anunciar seu novo treinador. Tite, campeão da Libertadores e do bicampeonato Mundial, deve ser apresentado na semana que vem, assim que assinar seu contrato para a próxima temporada, até o fim de 2015. Falta apenas um detalhe: o valor que o técnico irá receber por mês no retorno ao Parque São Jorge.


A parte da diretoria que negocia a volta do gaúcho garante que o salário não será maior do que o de Mano Menezes, que dirigiu o time durante 2014, ganhando R$ 633 mil por mês. E mais, diz ainda que não vai passar muito dos R$ 500 mil. De acordo a apuração da reportagem, a explicação do por que Tite aceitaria receber um valor menor que o do ex-comandante é uma só: o mercado do futebol não aceita mais pagar tanto por treinadores e essa será uma tendência daqui para frente.

Com o aval do presidente Mario Gobbi, é o gerente de futebol Edu Gaspar e o ex-diretor e também candidato Roberto de Andrade que estão à frente das conversas. A primeira proposta feita pela cúpula alvinegra foi de R$ 400 mil. A expectativa é de que o acerto seja feito nesse valor, chegando no máximo a R$ 500 mil. Como é de costume no futebol, haverá outras bonificações em contrato, com prêmios para metas batidas.

Mano recebeu R$ 1,2 milhão, por exemplo, por ter classificado a equipe para a Libertadores da América, ainda que na fase de grupos. Nesta manhã, Tite, aliás, se irritou com informações que circularam nos últimos dias sobre o salário que iria receber, com valores de R$ 700 mil. Após participar pelo segundo dia do curso "Coaching de Excelência", ministrado pela psicóloga Suzy Fleury, no Rio de Janeiro, Tite rebatou veementemente os valores. "Isso é irreal. Injustificável. Ficam jogando valores que não conferem. É necessário muita responsabilidade", afirmou.

Curta o Portal Meio Norte nas redes sociais

 

Fonte: MSN Notícias